skip to Main Content

O renovo de um abraço – dia 17

Hey, there! Sextou e cá estamos nós: em casa! Quem diria que estaríamos há 17 dias em casa? Quando tudo isso começou, em Santa Catarina foi estimado sete dias que depois se prorrogaram por mais sete e o governo do estado analisa a possibilidade de permitir a abertura de alguns estabelecimentos como clínicas odontológicas, médicas e setor de beleza como manicure e barbearia. As lojas de chocolates foram permitidas que reabrissem a partir do dia primeiro de abril, devido a proximidade da Páscoa. Mais um dia de diário de uma mãe em quarentena por aqui e hoje o tema é especial: abraço que renova!

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Ontem eu escrevi sobre home school e assisti ao vídeo da neurocientista Mayim Balik, confesso que depois disso comecei a ver a educação domiciliar com outros olhos. De uma forma mais leve e não ditatorial. Se eu preciso ensiná-los, preciso fazer o meu melhor e também tornar o aprendizado divertido. 

Como eu acordo cedo, na intenção de manter a minha rotina, depois de orar e ler a Bíblia, passei um pano na casa e sentei para ler um livro. As crianças foram dormir tarde ontem, então hoje levantaram era oito horas da manhã. O que é bem estranho para o padrão de sono delas, rs!

Sentamos para fazer as atividades do Cauê que dependia do computador para a aula de alemão e de pesquisa/inspiração para a aula de artes. Catarina ficou com ciúmes e me disse que eu já tinha feito muitas coisas com o Cauê e nada com ela ainda. Expliquei que precisava auxiliar o Cauê e que já ia sentar com ela na mesinha para fazer o que estava proposto para o dia: pintar e colocar algodão na atividade da Páscoa. Toda jeitosinha perguntou se podia pintar o céu e um sol, deixou ainda tudo mais bonito.

Cauê resolver fazer bonecos jogando poker, inspirado nas obras de Domenic Bahmann. Enquanto ele fazia as cartinhas, Catarina e eu estávamos sentadas na sacada pintando os mais ovos de Páscoa —  que de meio-dia quando fui pendurar os lençóis, bati sem querer e caiu três no chão e quebraram. Antes que ela chorasse já prometi que na próxima vez que fizesse bolo iria reservar os ovos para pintarmos, aceitou minha oferta e me desculpou. 

A mente do Cauê estava muito criativa, acredito que olhar as obras de Domenic o ajudou a quebrar alguns padrões e ver novas utilidades para coisas simples. Depois que criamos os bonecos com cebola, limões e cascas de ovos, ele inventou um cogumelo com morangos, os brócolis do almoço viraram árvores e o damasco um belo sol para iluminar a floresta que criamos em um isopor verde!

Aula de artes em casa: obra do Cauê inspirado em Domenic Bahmann
Aula de artes em casa: obra do Cauê inspirado em Domenic Bahmann

Catarina estava inspirada a me ajudar a limpar a casa, de tarde ela pegou um paninho e saiu tirando o pó de tudo quanto é lugar. E olha que hoje de manhã pensei que precisava limpar o móvel que fica abaixo da TV (não chega a ser um hack). Tirou todas as coisas, passou o pano e depois colocou tudo no lugar novamente. 

Alimentação mais saudável

Uma das coisas que eu reparei é que temos nos alimentado muito bem. Não digo em grandes quantidades, mas sim em qualidade. As frutas são variadas: banana, laranja, melão, abacaxi, maçã, uva, morango. Saladas: alface, cenoura, tomate, milho, brócolis, beterraba, chuchu, abobrinha, couve, grão-de-bico e algumas sementes como linhaça, semente de girassol e chia para completar. Lanches saudáveis: nozes, castanha do pará e de caju, uva passa, damasco e amêndoas. É claro que eles comem as coisas que mais gostam, contudo, mesmo que tenha bolacha, chocolate e balas em casa, eles preferem pegar as frutas para ser o lanche deles. Claro que os alimentos saudáveis ficam à vista deles e isso facilita muito. O melão e o abacaxi, por exemplo, deixo picado em um pote na geladeira. O morango tirei as folhinhas verdes, lavei e deixei dentro de um pote. 

Meu planejamento era fazer um bolo essa semana, mas como tem muitas frutas, prefiro não fazer e incentivar que eles comam comidas saudáveis. Tenho percebido que eles fazem de dois a três lanches a tarde, mais ou menos a cada duas horas. E eles pedirem para cortarmos a laranja ou a maçã atrapalha um pouco o nosso trabalho, sabe como é home office, tem horas que estou em reunião ou super concentrada em uma tarefa que não consigo parar naquele exato momento.

Temos treinado a eficiência da frase: ‘espera um pouco que eu já vou’. De modo geral funciona, a não ser que eu demore muito para atender o pedido, eles voltam. Então, retomando o assunto das frutas, tê-las cortadas agiliza o comando ou então digo para pegarem uma maçã e comerem do jeito que ela está. Sempre reforço que é importante que eles mordam para que os dentinhos se fortaleçam e os que precisam cair, caiam logo.

Um abraço de renovo antes de dormir

O título deste post veio porque eu coloquei o Cauê e a Catarina dormir, ela não demorou muito e entrou em sono profundo. Ele meio que se enrolou um pouco e antes de eu sair do quarto me deu um abraço bem apertado e gostoso. Sabe aquele que você encontra coração com coração? Depois quando fui avisar ao Diogo que estava vindo escrever pro blog, ele também me trouxe conforto com o seu abraço.

Eu que estava me sentindo bem cansada e quase sem energias fui abastecida por um abraço de renovo, como eu quis chamar. Porque é assim que eu me senti após o abraço de cada um deles: renovada.

Vivemos dias que a ideia não é de proximidade. Isolados em casa sem poder ter muito contato humano. A internet nos aproxima de uma forma muito boa, a nossa equipe está muito mais unida e focada em ajudar uns aos outros para que a empresa prospere. Mas de toda forma, precisamos valorizar e manter quente os relacionamentos que temos dentro das quatro paredes da nossa casa. Precisamos abraçar mais, beijar mais, amar mais.

Diário de uma mãe em quarentena
1. O dia que parecia que não tinha fim – dia 12
2. A sociedade que não existirá mais – dia 13
3. Uma tempestade em dia de sol — dia 14
4. Nada como um dia após o outro – dia 15
5. Home school: desafio imposto pelo coronavírus – dia 16
6. O renovo de um abraço – dia 17
7. Como dispensar o tédio na quarentena? – dia 18
8. O motivo que nos fez sair de casa: vitamina D – dia 19
9. As dores do ócio na quarentena – dia 20
10. Uma arca chamada casa – dia 21
11. Esperança por dias melhores e a Páscoa – dia 22
12. Tradição que marcou a história da humanidade – dia 23
13. Profundas reflexões ou pirações de uma mãe em quarentena! – dia 24
14. Páscoa em família durante a quarentena – dia 26
15. Segunda-feira nossa de cada semana – dia 27
16. Quando circunstâncias preocupantes invadem a mente – dia 28
17. A loucura virou rotina com o vírus chinês – dia 29
18. 30 dias em quarentena e um novo normal – dia 30
19. As respostas que ninguém tem – dia 31
20. É possível se sentir livre e leve dentro de casa? – dia 32
21. A privação da liberdade não acabou – dia 33
22. Borbulhas – dia 34
23. Vassoura em busca do sindicato – dia 35
24. Aulas práticas de química na maternidade – dia 36
25. Jejum de palavras negativas – dia 37
26. Coisas simples da vida que fazem a diferença – dia 38
27. O olhar da janela: o que ele comunica para você? — dia 39
28. Quarenta dias de um diário de uma mãe em quarentena – dia 40
29. Paciência: a palavra da quarentena – dia 41
30. A brevidade dos nossos dias – dia 42
31. Dias e dias: os altos e baixos da quarentena – dia 44
32. Senhor avestruz e sua cara de paisagem – dia 48
33. Um dia exclusivo para as meninas – dia 53
34. Dia das Mães na quarentena – dia 54
35. Quando a falta de perspectiva bate na porta – dia 55
36. Desistir ou não, eis a questão? – dia 56
37. Detalhes contém um grande significado – dia 57
38. Peço licença para um pequeno desabafo – dia 58
39. Mozart e o poder do foco – dia 59
40. Sessenta dias em quarentena – dia 60

Esse é meu desejo para você esse fim de semana, que haja uma conexão muito boa entre vocês e cada um dos seus familiares. Desejo que a distância física não os impeça de viver dias de demonstração de amor e respeito. Desejo que Deus preencha o coração de vocês com o amor e a paz dele que excede todo entendimento humano e que nasça a esperança por dias melhores. Desejo um fim de semana onde você receba e ofereça um abraço de renovo, para que estão debaixo do mesmo teto que você, e assim que sua próxima semana comece diferente e muito mais paz.

Back To Top