skip to Main Content

Um dia exclusivo para as meninas – dia 53

Dia Exclusivo Para As Meninas

Sábado se tornou o dia oficial da limpeza. Pode parecer estranho, mas nunca tive disso. Limpar o apartamento no sábado é o dia que faz sentido para nossa rotina atual. Durante a semana faço o básico como passar uma vassoura, tirar o lixo e tentar manter as coisas em ordem, mas como vocês devem imaginar, com duas crianças isso é algo bem desafiador. Esse hábito de sábado tem me deixado animada para criar uma nova tradição: o dia exclusivo para as meninas.

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Então, tem sido assim meu último dia da semana é o dia de dar aquela geral no apê: lavar o banheiro, arredar os móveis, tirar as teias de aranha do teto, limpar cada cantinho. Contudo, não quero criar uma imagem de “amélia”, não pense que só faço isso. Na verdade, estipulei o horário das 8h às 12h e cada fim de semana eu limpo algo que está me incomodando como por exemplo limpar o ventilador que estava grosso de tanta poeira acumulada. 

Diogo, meu marido, também estava bem empolgado em cuidar da casa e aproveitou o dia para trocar os espelhos das tomadas e dos interruptores. Antes era um modelinho mais simples e desde que nos mudamos para esse apartamento era algo que queríamos muito fazer. Estamos melhorando um pouco a cada dia que passa (não literalmente, rs!), sabemos que tudo custa e optamos por fazer aos poucos, sem pressa. Esse é mais um item que podemos riscar da nossa lista de conquistas de 2020.

Mas voltando ao título do post de hoje e ao parágrafo de abertura do texto, quero aproveitar os sábados para instituir um dia exclusivo para as meninas. Assim como a limpeza da casa é algo importante, cuidar da nossa autoestima também é. E nos conectarmos com nossos filhos é tão fundamental para o relacionamento de mães e filhos que começa quando são pequenos para que quando chegarem na adolescência e na fase adulta, também mantenhamos esse laço. No caso, para quem é mãe de menina é uma maneira de demonstrar que podemos equilibrar as diversas áreas de nossa vida.

Levei a Catarina para fazer as unhas pela primeira vez na manicure hoje. A Helô é um amor de pessoa e cuidou dela com todo carinho do mundo, batendo altos papos com ela que colaborou oferecendo os dedinhos toda mocinha na cadeira. A felicidade era tanta que não cabia dentro dela, estava toda exibida com suas unhas rosinha claro com muito glitter cor de rosa, rs! Ela viu os esmaltes coloridos azul, roxo, verde e se empolgou claro. Mas com jeitinho convenci de pintar com um esmalte clarinho e aí pintei também das mesmas coisas para ficarmos tal mãe, tal filha! =)

unha tal mãe e tal filha - BlogMamae&Cia

Saímos de lá e fomos tomar um café. A preocupação e questionamento foi como eu poderia comer sem estragar as minhas unhas. 😍 Para mim foi um café com uma banoffee e para ela foi suco e bolo de chocolate. 

Os últimos livros que li sobre educação de filhos os autores expõem como é importante o cultivo do relacionamento entre pai e filho para que este cresça e se fortaleça. Também destacam a importância da atenção exclusiva para cada filho.

Ao refletir sobre esses conhecimentos é que quero fazer uma tradição para mim e para Catarina de termos esse tempo para nós duas. Ainda é cedo para dizer que vou conseguir cumprir todo sábado, mas querer é poder. Acredito que é questão de comprometimento e que será possível. Já estou imaginando as coisas diferentes que podemos fazer juntas como piquenique, cinema, cafés, caminhadas, etc. Não precisa ser sempre igual e nem ser caro. Precisa de esforço em estar presente de verdade. 

Ao fim do dia sentamos para assistir a reportagem sobre o Dia das Mães que gravamos para a Band. Ficou tão linda, vou deixar aqui para vocês assistirem também!

Diário de uma mãe em quarentena
1. O dia que parecia que não tinha fim – dia 12
2. A sociedade que não existirá mais – dia 13
3. Uma tempestade em dia de sol — dia 14
4. Nada como um dia após o outro – dia 15
5. Home school: desafio imposto pelo coronavírus – dia 16
6. O renovo de um abraço – dia 17
7. Como dispensar o tédio na quarentena? – dia 18
8. O motivo que nos fez sair de casa: vitamina D – dia 19
9. As dores do ócio na quarentena – dia 20
10. Uma arca chamada casa – dia 21
11. Esperança por dias melhores e a Páscoa – dia 22
12. Tradição que marcou a história da humanidade – dia 23
13. Profundas reflexões ou pirações de uma mãe em quarentena! – dia 24
14. Páscoa em família durante a quarentena – dia 26
15. Segunda-feira nossa de cada semana – dia 27
16. Quando circunstâncias preocupantes invadem a mente – dia 28
17. A loucura virou rotina com o vírus chinês – dia 29
18. 30 dias em quarentena e um novo normal – dia 30
19. As respostas que ninguém tem – dia 31
20. É possível se sentir livre e leve dentro de casa? – dia 32
21. A privação da liberdade não acabou – dia 33
22. Borbulhas – dia 34
23. Vassoura em busca do sindicato – dia 35
24. Aulas práticas de química na maternidade – dia 36
25. Jejum de palavras negativas – dia 37
26. Coisas simples da vida que fazem a diferença – dia 38
27. O olhar da janela: o que ele comunica para você? — dia 39
28. Quarenta dias de um diário de uma mãe em quarentena – dia 40
29. Paciência: a palavra da quarentena – dia 41
30. A brevidade dos nossos dias – dia 42
31. Dias e dias: os altos e baixos da quarentena – dia 44
32. Senhor avestruz e sua cara de paisagem – dia 48
33. Um dia exclusivo para as meninas – dia 53
34. Dia das Mães na quarentena – dia 54
35. Quando a falta de perspectiva bate na porta – dia 55
36. Desistir ou não, eis a questão? – dia 56
37. Detalhes contém um grande significado – dia 57
38. Peço licença para um pequeno desabafo – dia 58
39. Mozart e o poder do foco – dia 59
40. Sessenta dias em quarentena – dia 60

Sábado, 09 de maio de 2020

Back To Top