skip to Main Content

Teste GPS: qual é a sua mentalidade financeira?

Teste GPS - Qual é A Sua Mentalidade Financeira

Na obra “Deus e o dinheiro”, John Cortines e Gregory Baumer, ex-alunos da Harvard Business School, trazem uma reveladora abordagem sobre o que as Escrituras têm a dizer sobre generosidade e dinheiro03

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Deus e o dinheiro - teste gpsMuitos sabem que a tradição cristã tem muito a dizer sobre doação, apoiada por evidências tanto da filosofia secular quanto das ciências sociais. E por que a caridade faz tão bem a quem a pratica? Quais frutos ela pode produzir na vida de quem doa com espontaneidade e alegria? É fato que indivíduos comprometidos com o bem-estar dos outros tendem a ser mais felizes do que aqueles que focam apenas em si mesmos. E, agora, com uma ampla abordagem sobre o assunto, a Editora Mundo Cristão lança a obra Deus e o dinheiro: Como descobrimos a verdadeira riqueza na Harvard Business School.

No livro, os autores John Cortines e Gregory Baumer, ex-alunos do MBA mais prestigiado do planeta, discutem as raízes bíblicas da generosidade, aliando conhecimento teórico, pesquisas sobre o meio financeiro e a sabedoria das Escrituras. À medida que eles desenvolvem seus argumentos, os escritores dissertam sobre a “mentalidade financeira” e propõe o teste GPS: GASTADOR, POUPADOR OU SERVO, que diz que tipo de pessoa é você financeiramente. Conheça esses três tipos citados pelos especialistas em finanças:

Após estudar o tema em profundidade, acreditamos que a mentalidade de alguém em relação ao dinheiro pende para uma de três possibilidades. Sua “mentalidade financeira” faz de você um gastador, um poupador ou um servo com seus recursos financeiros. (p.124)

Conheça o teste GPS:

  • O gastador: representado pela maioria das pessoas no mundo ocidental, é alguém que busca o maior consumo imediato possível, mesmo ciente da necessidade de economizar um pouco.
  • O poupador: em contrapartida, esforça-se para limitar o consumo até certo ponto, concentrando-se no acúmulo cada vez maior de riquezas.
  • O servo: possuidor da mentalidade mais rara de todas, orienta sua vida a fim de limitar tanto o consumo quanto a construção de riquezas, focado em doar o máximo de dinheiro possível para abençoar outras pessoas.

E aí, em qual desses você se encaixou? Para os autores de Deus e o dinheiro, a mentalidade financeira é dirigida por dois fatores importantes: o foco temporal e a visão do propósito mais elevado do dinheiro. Do ponto de vista temporal, os gastadores valorizam o hoje; os poupadores dão valor máximo ao futuro; e os servos maximizam o valor da eternidade.

Tais atitudes são direcionadas pela visão de cada um sobre o propósito do dinheiroO gastador vê seus recursos financeiros como uma forma de “viver a boa vida”, aproveitando cada parte do life style sofisticado que o dinheiro pode comprar. O poupador tem uma visão mais complexa do dinheiro, considerando-o quase uma ferramenta para segurança, estabilidade, flexibilidade e liberdade ou independência pessoal. O patrimônio líquido de um poupador pode se tornar uma maneira simples de “marcar o placar” da vida. Já o servo, em contrapartida, enxerga seu dinheiro como uma bênção em potencial para o mundo em nome de Cristo, desejando extrair o máximo desse potencial para causar um impacto positivo.

 As três mentalidades financeiras, sem dúvida, podem se misturar, mas cada um é capaz de identificar sua própria mentalidade básica ao analisar qual é a maior expectativa que se tem para a riqueza.

Sobre os autores

Gregory Baumer era um gastador contumaz antes de ingressar na Harvard Business School. Hoje, procura despertar uma mobilização de generosidade na igreja de Deus. É vice-presidente da naviHealth, uma startup tecnológica de cuidados médicos. É casado com Alison e tem uma filha.

John Cortines gabava-se de ser um poupador nato, cuja senha de banco na internet era “aposentado_aos_40”. Após o MBA, deixou uma bem-sucedida carreira na indústria petrolífera para atuar na organização Generous Giving. É casado com Megan e tem dois filhos.

Back To Top