skip to Main Content

A sociedade que não existirá mais – dia 13

A Sociedade Que Não Existirá Mais

O ano está apenas começando e é chocante tudo que vivemos até agora. Os meses iniciais foram tão intensos e que abalaram emocionalmente a humanidade como um todo. Nunca tínhamos vivido dias assim, uma coisa é estudar nas aulas de história e outro é sentir na pele. Certamente o mundo e a sociedade não serão mais os mesmos depois que tudo isso passar. 

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

O versículo do dia de hoje: “Bendito seja o Senhor, Deus, nosso Salvador, que cada dia suporta as nossas cargas.” Salmos 68:19 NVI, sinto que precisamos a cada dia deixar as nossas cargas e preocupações nas mãos do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. As notícias bombardeiam a nossa mente e se não cuidarmos poderemos sucumbir em desespero e medo. Sim, hoje acordei no meu horário costumeiro para orar e ler a Bíblia, e esses foram alguns do meus pensamentos logo cedo.

Começamos as atividades de Páscoa da escola da Catarina, é estranho pensar que muitas coisas que eles fazem em período escolar depende de mim. Eu não havia pensado que os trinta dias de decreto de afastamento das escolas impactaria dessa forma. Hoje assistimos aos vídeos e músicas que compõem as atividades e ela também coloriu uma atividade sobre a Páscoa e treinou as letrinhas da palavra. Uma das músicas é P-Á-S-C-O-A, da Cristina Mel e ela troca o primeiro “A” por “O”, não sei porque, mas fazer a atividade que ela precisava escrever a palavra Páscoa, deu uma percepção melhor para ela da letra correta.

Também recebemos um cronograma das atividades da escola do Cauê, ele já tem estudados todos os dias, mas é legal ter essa ordem disponibilizada pela professora para orientar os estudos dele.

Cauê estava todo empolgado em criar suas pistas de corrida de bolinhas. Ele monta tudo muito bem, é criativo. Ainda damos alguns toques para que ele entenda a física da coisa toda, descidas, embalos e desníveis que podem atrapalhar ou impulsionar a corrida. Mas de modo geral, se vira muito bem. Está se tornando um exímio narrador das corridas. Pode perder a noção do tempo brincando com isso.

Diogo incentivou ao Rafael e a mim a fazermos uma live às 5 da manhã para compartilharmos sobre nossas experiências nesses momentos que temos de solitude. Então, daqui a pouco estarei acordada para fazer de algo que é realmente uma prática diária da minha vida. 

Se tem uma coisa que estou gostando nesses dias de reclusão é o fato de estar com as crianças mais tempo, mesmo que não de forma integral por conta do trabalho, posso usufruir da presença delas, da bagunça e também fazer comida quando eles precisam e querem comer. Ah, ter frutas disponíveis ajuda um monte, porque eles se servem sozinhos. Mas o pãozinho quente ainda sou eu quem faz! 😀

Em dias difíceis, precisamos olhar para as coisas boas e chegar diante de Deus com gratidão no coração. É fácil reclamarmos da vida, das circunstâncias, da sociedade e do governo. Difícil mesmo é encontrar motivos para agradecer em meio ao caos, e se fizermos isso diariamente teremos motivos de sobra para louvar ao nosso Criador porque ele é bom o tempo todo!

Diário de uma mãe em quarentena
1. O dia que parecia que não tinha fim – dia 12
2. A sociedade que não existirá mais – dia 13
3. Uma tempestade em dia de sol — dia 14
4. Nada como um dia após o outro – dia 15
5. Home school: desafio imposto pelo coronavírus – dia 16
6. O renovo de um abraço – dia 17
7. Como dispensar o tédio na quarentena? – dia 18
8. O motivo que nos fez sair de casa: vitamina D – dia 19
9. As dores do ócio na quarentena – dia 20
10. Uma arca chamada casa – dia 21
11. Esperança por dias melhores e a Páscoa – dia 22
12. Tradição que marcou a história da humanidade – dia 23
13. Profundas reflexões ou pirações de uma mãe em quarentena! – dia 24
14. Páscoa em família durante a quarentena – dia 26
15. Segunda-feira nossa de cada semana – dia 27
16. Quando circunstâncias preocupantes invadem a mente – dia 28
17. A loucura virou rotina com o vírus chinês – dia 29
18. 30 dias em quarentena e um novo normal – dia 30
19. As respostas que ninguém tem – dia 31
20. É possível se sentir livre e leve dentro de casa? – dia 32
21. A privação da liberdade não acabou – dia 33
22. Borbulhas – dia 34
23. Vassoura em busca do sindicato – dia 35
24. Aulas práticas de química na maternidade – dia 36
25. Jejum de palavras negativas – dia 37
26. Coisas simples da vida que fazem a diferença – dia 38
27. O olhar da janela: o que ele comunica para você? — dia 39
28. Quarenta dias de um diário de uma mãe em quarentena – dia 40
29. Paciência: a palavra da quarentena – dia 41
30. A brevidade dos nossos dias – dia 42
31. Dias e dias: os altos e baixos da quarentena – dia 44
32. Senhor avestruz e sua cara de paisagem – dia 48
33. Um dia exclusivo para as meninas – dia 53
34. Dia das Mães na quarentena – dia 54
35. Quando a falta de perspectiva bate na porta – dia 55
36. Desistir ou não, eis a questão? – dia 56
37. Detalhes contém um grande significado – dia 57
38. Peço licença para um pequeno desabafo – dia 58
39. Mozart e o poder do foco – dia 59
40. Sessenta dias em quarentena – dia 60

Segunda-feira, dia 30 de março de 2020.

Back To Top