skip to Main Content
Relato Do Nascimento Da Alice – Filha Da Letícia

Relato do nascimento da Alice – Filha da Letícia

O Blog Mamãe & Cia existe com a principal característica de compartilhar a arte de ser mãe. E nos descobrimos e nos reinventamos a partir do momento que nossos filhos nascem. Ainda outro dia, fiz algumas enquetes no Instagram para saber quem gostaria de compartilhar a história do nascimento do seus filhos.

A Letícia, respondeu que gostaria de dividir a história dela com vocês, leitoras! Ela conta como foi o nascimento da sua filha Alice, que apesar de todas as tentativas e dilatação, nasceu de cesárea. Prova de que nenhum parto é igual ao outro e que nas diferenças, precisamos nos respeitar e apoiar a cada uma. Confira o relato:

Relato do nascimento da Alice – Filha da Letícia

Meu nome é Letícia Schiavon, tenho 23 anos. E vou contar como foi o nascimento da minha princesa Alice.

Dia 19/08/16, sexta-feira, comecei sentir as contrações não muito intensa, mas uma dor chatinha de suportar. No outro dia completei 38 semanas, e já acordei com as dores mais intensas, fui até a maternidade por volta das 15h. Demorei bastante para ser atendida, e as dores aumentando, quando fui examinada, já estava com um dedo e meio de dilatação, mas ainda não poderia ser internada.

A médica me mandou ir pra casa e voltar quando a dor começasse a vir 2 contrações em um intervalo de 10 minutos e a duração fosse maior que 40 segundos.

Voltei para casa e comecei a contar toda vez que a dor vinha. Quando foi 01h00 da manhã ficou desse jeito que a médica me orientou Eu estava com medo de voltar ao hospital a toa, e me mandarem voltar para casa novamente, mas a dor estava tanta que não pensei duas vezes, e fomos.

A internação

Chegando lá fui examinada novamente, e já estava com 4 dedos de dilatação, a médica já me encaminhou para internação. Entrei para sala de parto as 4h00 da manhã, e as dores insuportáveis.

Quando foi 07h00 da manhã eu já estava com 7 dedos, então, a médica estourou minha bolsa, e já foi para 8 dedos, nisso ela disse que até umas 09h30 a bebê nasceria.

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Enquanto isso, fiquei muito tempo embaixo do chuveiro para aliviar, fiquei naquela bola, fiz agachamento, ou seja, fiz vários exercícios, para a Alice descer pois ela estava de lado e estava muito alta.

Quando chegou 08:30 eu já estava com os 10 dedos dilatados, mas a Alice não descia de jeito nenhum, eu sofrendo de dor, uma dor que nem sem explicar, só sei que não quero mais passar por ela rs…

A hora de fazer a cesárea

Às 11h da manhã nada da Alice nascer, eu já estava a ponto de desmaiar de dor, foi quando a médica falou para meu marido que ia me encaminhar para cesária, pois eu não iria conseguir parto normal, isso porque quando a contração vinha eu já não conseguia fazer força. Eu estava em estado de choque de tanta dor, e nada da Alice nascer.

Então começaram me preparar para a cesária, eu estava com tanta dor que eu nem senti quando aplicaram a anestesia em mim, eu só pedia para colocarem logo a anestesia pois eu já não suportava mais tanto tempo com aquela dor. Às 11:55 a Alice nasceu… em seguida me levaram para a sala de recuperação onde fiquei lá até mais ou menos umas 15:30, só depois fui para o quarto.

Mas como foi cesária eu não podia levantar, mal podia me mexer. Foi uma experiência horrível. Muitas mamães conseguem com facilidade ter o primeiro bebê parto normal, mas a Alice não encaixava de jeito nenhum, sofri os dois tipos partos, e a única queixa que tenho da cesária é mesmo a recuperação.

Enfim foi isso, mas posso dizer que quando escutei o chorinho da minha princesa na sala de parto, todas as dores sumiram da minha cabeça, e só pensava que valeu a pena tudo que passei para ter ela. Mesmo no dia seguinte eu estava morrendo de dores no corpo todo de tanta força que fiz e dor nos pontos da cesária, mas estar com ela em meus braços, bem, com saúde, reagindo bem a todos os exames, isso não tem explicação: só quem é mãe entende.

Letícia - mamãe da Alice

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top