skip to Main Content
Outono Contribui Para O Aumento De Crises De Sinusite Crônica

Outono contribui para o aumento de crises de sinusite crônica

Dor de cabeça latente, secreção nasal, episódios de febre e incapacidade para realizar qualquer atividade. Os sintomas da sinusite crônica incomodam em qualquer época do ano, porém, eles costumam se intensificar bastante com a chegada do outono.

De acordo com o médico otorrinolaringologista Marcio Freitas, as mudanças frequentes na temperatura, comuns com a aproximação do inverno, contribuem para o aumento de crises nos pacientes acometidos pela doença. Na prática, a constante variação da temperatura ao longo do dia é responsável pelo surgimento de agentes virais que facilitam o aparecimento de infecções e alergias respiratórias.

Essa alternância nas condições atmosféricas colabora para que se escolha ambientes mais fechados e pouco ventilados. “A situação favorece uma maior exposição a ácaros, poeira e mofo, substâncias que desencadeiem crises alérgicas e, por consequência, contribuem negativamente para quem já sofre de doenças respiratórias, como a sinusite”, explica o especialista.

A sinusite é caracterizada por um processo inflamatório que ocorre no nariz e nos seios da face, torna-se crônica quando os sintomas perduram por até três meses. Normalmente, o tratamento é realizado com antibiótico e corticoide, sempre com prescrição médica. Porém, segundo o médico, quando os remédios não proporcionam mais os efeitos desejados, o paciente pode ser orientado a fazer uma cirurgia chamada de sinusectomia endoscópica.

Além de motivações externas, a doença também é provocada por outras situações, como a obstrução no fluxo adequado do ar no nariz. “Quem sofre de alguma imunodeficiência ou apresenta enfermidades que afetam o movimento dos cílios da mucosa nasal também tem sinusite com mais frequência. Por isso, é indicado consultar um médico para avaliação e tratamento correto”, orienta.

Dicas para prevenir crises de sinusite crônica:

  • Evitar choques térmicos;
  • Manter o ambiente sempre limpo e bem arejado;
  • Fazer refeições equilibradas;
  • Consumir bastante líquido para manter a temperatura do corpo estável;
  • Lavar com frequência as mãos, já que o clima é favorece o surgimento de agentes transmissores de vírus e bactérias;
  • Estar atento à campanha de vacinação contra a gripe.

Marcio Freitas possui graduação na Faculdade de Ciências Médicas e residência de Otorrinolaringologia, ambas pela Santa Casa de São Paulo.​ É também membro da Academia Brasileira de Otorrino e Cirurgia Cervico-Facial e da Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face. Além disso, conta com Mini-Fellow em Cirurgia Plástica da Face e Cosmetologia pela University Of Miami (Muller School of Medicine). Mais informações podem ser obtidas no site.

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top