skip to Main Content
Gestação De Alto Risco E Os Exercícios Terapêuticos

Gestação de alto risco e os exercícios terapêuticos

Vários fatores podem levar a gestações de alto risco que requerem cuidados especiais para obter bons resultados com exercícios físicos. Uma gestação de alto risco é aquela complicada por algum doença ou problema que colocam a mãe ou o feto em risco de enfermidade. As condições podem ser preexistentes, induzidas pela gestação ou por uma reação fisiológica anormal durante a gravidez.

Algumas condições de alto risco são:

  • Ruptura das membranas antes do termo, nessa a bolsa amniótica rompe-se e o líquido é perdido antes do início do trabalho de parto. Isso pode ser perigoso para o feto se ocorrer antes de seu desenvolvimento estar completo, e o trabalho de parto podem ocorrer antes do previsto.
  • Início prematuro do trabalho de parto, quando ele se inicia antes de 37 semanas de gestação ou do desenvolvimento fetal completo é considerado prematuro.
  • Colo incompetente, quando ocorre uma dilatação indolor do colo no segundo trimestre (após 16 semanas de gestação) ou no início do terceiro. Isso pode levar à ruptura prematura das membranas e ao nascimento prematuro.
  • Placenta prévia, que ocorre quando o útero se dilata, e a placenta começa a separar-se do útero e pode apresentar-se antes. Aqui o primeiro sinal é o sangramento intermitente, recorrente ou indolor com intensidade crescente.
  • Hipertensão relacionada à gravidez ou pré-eclâmpsia, devido à forte retenção de fluídos pode ocorrer hipertensão ou proteinúria durante o período gestacional. Ocorre risco para a gestante e pode evoluir para casos mais complexos, como uma convulsão e coma se não for controlada tornando-se um caso grave. Geralmente ocorre no terceiro trimestre e desaparece após o parto.
  • Gestação Múltipla, quando forma-se mais de um feto, as complicações da gestação múltipla incluem o início prematuro do trabalho de parto. Também ocorre aqui maior incidência de bebês com baixo peso e aumento das incidências da hipertensão materna (pré-eclâmpsia).
  • Diabetes Gestacional, que pode ocorrer antes da gravidez ou de sobrecargas fisiológicas da gestação. Afeta de 4 a 7% das mulheres grávidas, e geralmente desaparece após o parto, mas pode permanecer uma tendência para o desenvolvimento da doença em algum momento futuro. Neste caso, a gestante diabética pode ser a candidata apropriada ao tratamento de exercícios da fisioterapia tradicional para o período gestacional. Os programas de exercícios individualizados, supervisionados são excelentes opções.

Exercícios personalizados para gestação de alto risco

Os exercícios para gestante de alto risco devem iniciar com uma avaliação prévia da sua condição. O plano de tratamento deve ser personalizado para a sua alteração e prevenção de demais complicações. Alguns exercícios contam com os seguintes objetivos:

Diminuir a rigidez articular, devido à redução de atividades, a gestante fica em um período prolongado de posição estática (parada) e limitação funcional.

Manter um bom alongamento e massa muscular, nesse caso para a gestante que já estava em estímulo de exercícios resistidos para estímulo de massa muscular deve-se manter. As gestantes que iniciam o programa de exercícios após gestação deve-se ser progressivos e respeitar as limitações a fadiga. Não é indicado levar uma gestante a fadiga muscular.

Melhorar a postura dentro dos limites possíveis, lembrando que ocorrem mudanças da postura durante o período da gestação, a correção da postura durante o período da gestação tem foco terapêutico de aliviar o desconforto causado pelas adaptações. É importante lembrar que a correção postural neste período conta com exercícios para aliviar sintomas, visto que, a hiperlorde lombar e mudanças no centro de gravidade são necessárias para o suporte abdominal que a gestação necessita.

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Maximizar a circulação e a respiração, com intuito de reduzir ou prevenir tromboses e retenção líquida, também para auxiliar no controle respiratório que fica alterada durante a gestação.

Exercícios de preparo para o parto e recuperação após o parto, iniciar fortalecimentos que auxiliem na recuperação da gestante e que a preparem para o dia a dia de ser mãe.

Fisioterapeuta, Crefito 10 – 112732-F

Esp. Fisioterapia Dermato-Funcional

Instrutora do Método Pilates no Studio Upilates Joinville-SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top