skip to Main Content
Bons Filhos Aprendem Os Valores De Casa

Bons filhos aprendem os valores de casa

Por algumas vezes eu desejei pular alguns anos na frente, apenas para descobrir se o que estou fazendo hoje, a maneira que eu estou educando hoje, no futuro, vai garantir que estamos criando bons filhos. Afinal, essa é uma coisa que nós pensamos e desejamos: Queremos criar bons filhos!

Queremos transmitir valores, comportamentos e até mesmo maneira de pensar para que possam florescer à medida que eles crescem e amadurecem. Muitas vezes não temos noção de que o que já ensinamos, eles demonstram na escola, com os colegas e professores. Esses, por sua vez, têm uma percepção mais clara do que nossos filhos estão realmente aprendendo e, mais importante, do que eles não são.

 

Criar bons filhos é transmitir valores eternos

 

1. O respeito é a raiz de todas as coisas boas

Se há respeito humano básico, muitos outros traços de caráter seguem o mesmo caminho. O respeito pela autoridade também mostra obediência. O respeito pelos outros abrange bondade. Respeito por si mesmo mostra autocontrole e auto-estima.

Bullying acontecem na falta de respeito. Responder de forma mal educada, desobediência, preguiça, não existem onde o respeito é encontrado. Limpeza, autocontrole, acompanhamento e determinação também são o produto do respeito.

 

2. Boas maneiras

Acho que as boas maneiras são a coisa mais importante para os pais ensinarem aos filhos. Os bons modos de educação social da criança visam torná-las pessoas razoáveis e ponderadas. O simples fato de considerar que a pessoa com quem você está falando é primeiro uma pessoa e segundo, ela não está ciente de todos os seus pensamentos e necessidades automaticamente.

 

3. Perder e/ou ganhar graciosamente

Estudos apontam que crianças que brincam com a família e têm uma experiência saudável de ganhar e perder em casa parecem ser melhores esportes em geral na escola. A maioria dos meus alunos vêm para a escola e não tem ideia de como é perder ou até mesmo ganhar de forma elegante.

É benéfico para seu filho que ele ganhe de vez em quando. Mas por favor nunca faça isso só porque eles não estão sabendo lidar com o fracasso. Muitas vezes lá em casa, quando o Cauê começa a não saber perder, a brincadeira termina. Porque entendemos que é importante ele saber lidar com o fato de não ganhar sempre e que ele pode perder dessa vez e conseguir ganhar na próxima.

 

3. Valorização da pontualidade

Todos precisamos cumprir horários em nossas vidas, e a escola é uma maneira de ensinar isso. Valorizar a pontualidade escolar, frequência, não faltar por qualquer motivo, sempre apresentar uma justificativa do médico, entre outras coisas. Isso ensina a criança a se comportar perante a sociedade, reconhecer seus compromissos e valorizar o tempo das pessoas e o seu.

 

4. Qualidade de pessoa supera o desempenho de qualidade

Auto-respeito e respeito pelos outros são a base sobre a qual as pessoas de qualidade são construídas. Eu prefiro treinar um garoto respeitoso 100 vezes mais que um atleta natural. —Mignon H, treinador.

 

5. Honestidade, independente da situação

Ser honesto é imprescindível, a verdade acima de qualquer coisa. Se eu como pai/mãe não prezar por isso, a criança poderá roubar dos outros, mentirá (para ganhar dinheiro ou sair do problema), trapacear, vai desenvolver uma atitude de direito, etc.

Um adolescente, que começa como roubar uma barra de chocolate, pular a escola, mentir para os pais, viola os toque de recolher, tem atitudes de dramas, ou associações negativas nas amizades. Como a vida continua, as circunstâncias pioram.

Sempre incentive seu filho a falar a verdade. Não aceite as mentiras dele e não ensine seu filho contar mentiras.

 

6. Aprenda com tudo

Aproveite todas as oportunidades que você tiver, seja fazendo sua lição de casa, conversando com uma pessoa, assistindo a uma apresentação ou ouvindo alguém compartilhar sua sabedoria. Você nunca sabe o quanto você pode aprender.

 

7. Mostre os caminhos de Deus

Muito mais do que obrigar seu filho a fazer a catequese ou a confirmação do batismo. Muito mais do que mandar ele ir a missa ou ao culto. Ensinar os caminhos de Deus é caminhar junto, aprendendo juntos a como serem melhores a cada dia. Ensinar a ter um devocional com reflexão sobre a Palavra de Deus e também fazer uma oração de agradecimento. Ensinar que com Deus sempre podemos ser sinceros e abrir nossos corações mesmo quando estamos tristes ou nos sentindo injustiçados.

 

8. A família é a base

A família sempre será o porto seguro e as crianças precisam ter essa certeza. Elas também precisam saber que sempre que precisarem de apoio e ajuda terão em seus lares. Contudo, precisamos estabelecer limites e que se os limites são quebrados haverá consequência. Agora pode ser um brinquedo que eles ficam de castigo, para que amanhã eles compreendam que o mundo tem consequências bem mais graves que uma semana de castigo.

Eles precisam aprender em casa que há responsabilidades e que eles precisam aprender a lidar com elas. Estudos dizem que a incapacidade de aprender a responsabilidade em idade precoce é o catalisador para resultados ruins ou às vezes trágicos, seja gravidez na adolescência, vício, incapacidade de conseguir e manter um emprego, desempenho acadêmico ruim ou conduta criminosa.

Quais outros valores vocês acreditam que seja fundamental ser ensinado para que eles se tornem bons filhos? Comenta aí embaixo e vamos aumentar essa lista!

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top