Essa foi a frase que ouvi de uma pessoa no mercado, se não bastasse da cara de espanto passou bem longe da gôndola de maçãs. Enquanto isso, meu filho chegou todo empolgado me contando que próximo dali, tinha maçãs bem vermelhas e suculentas.

Fiquei pensando a respeito:

  1. As frutas estão mais caras e isso é motivo de não comprar? R: Óbvio que não!
  2. Comprar chips, bolachas recheadas e refrigerante é mais barato? R: Se você apenas olhar o valor em dinheiro, talvez. Mas não basta pensar em dinheiro que sai na hora do bolso e sim na saúde que se leva. Pessoas que tendem a comer mais “besteiras” ficam doentes com mais facilidade, pois nesse tipo de alimento não há vitaminas e minerais essenciais para o organismo funcionar adequadamente.
  3. Qual o valor nutricional das coisas industrializadas? R: Depende muito da fonte, mas no mercado geral, é muito baixo. Alimentos industrializados com alto valor nutricional, implica diretamente no valor do produto também, devido sua qualidade.
  4. Há falta de conhecimento sobre os nutrientes e seus benefícios? R: Acredito que sim. Ainda há poucas pessoas que se preocupam com a qualidade dos alimentos que comem. O fast food ou junk food ainda está em alta, não é a toa que os índices de obesidade continuam a aumentar ano após anos.

Eu tenho consciência de que não estava comprando nenhum produto colonial ou orgânico e que provavelmente o valor nutricional daquelas frutas é bem menor. Contudo, penso que ainda é melhor escolher frutas e legumes para minha família do que produtos industrializados cheios de conservantes, sódio e gorduras ruins.

Ainda acredito que podemos melhorar nossa alimentação, por exemplo, ao consumir produtos orgânicos. Mas ao mesmo tempo, fico feliz pois já evoluímos alguns passamos e o mais interessante é que estamos ensinando as crianças a fazerem escolhas saudáveis.

Bolo de cenoura e chocolate, os mais pedidos aqui de casa, são feitos com açúcar mascavo, trigo integral e cacau. Segundo o Cauê “o seu bolo saudável é o mais gostoso”. Frase que ouço no mercado ao escolher, a pedido dele, o açúcar mascavo.

Uma alimentação saudável depende muito mais dos pais do que das crianças. Já comentei aqui no blog que nem sempre é fácil mudar os hábitos, mas se começar aos poucos, toda família vai se adaptar e aprender que tem um universo de saudável e gostoso a ser explorado.

kajisjidesafio

Mãe do Cauê e da Catarina 🙂




Comente

Confira também