Esses dias eu compartilhei como é ser mãe de menino e hoje quero dividir a experiência sobre como é ser mãe de menina. Fomos abençoados por Deus ao sermos presenteados por um casalzinho. Eu queria muito ter um casal, desde que era criança. Mas querer e realizar são duas coisas diferentes, ainda mais quando se trata de gravidez que é 50/50.

O nome Catarina estava escolhido antes mesmo de saber que seríamos os pais do Cauê. Ele é uma homenagem à minha tia e depois que escolhemos, descobrimos que era o nome da bisavó do meu marido. Foi muito legal conseguir homenagear as duas famílias.

Contudo quando soube que estava grávida e ainda não sabia o sexo do bebê gerou uma baita expectativa. E agora, será que vou saber cuidar de uma menina? Mas e se for menino, qual será o nome que iremos lhe dar? Muitas dúvidas e incertezas surgem nessa hora e acho que é bem normal.

Todo mundo dizia que a Catarina seria a xodó do papai, que não sairia do seu lado e tudo mais. A realidade é um pouco diferente do que as pessoas diziam.

mãe de menina

Ser mãe de menina é ver o mundo cor de rosa.

Meninas tem esse encanto não é mesmo? Tudo é mais delicado, extravagante e cheio de glitter. Meninas são meninas desde que nascem e digo isso no sentido: bolsas, sapatos e cabelo. Por exemplo a Catarina ama passar cremes hidratantes pelo corpo. Se ela ganha um sapato novo (mesmo que seja grande) já quer colocar ele no pé e sair andando. Para sair, ela precisa levar junto a bolsa dela.

Ser mãe de menina é ver o mundo com delicadeza.

Meninas podem ser extremamente doces no seu modo de agir. São carinhosas e atenciosas. Sabem quando estão entristecendo ou desobedecendo alguém. São muito observadoras. A Catarina consegue transmitir uma inocência tão grande que às vezes sou pega de surpresa com seu olhar meigo e carinhoso.

IMG_20170110_142729954 copy

Ser mãe de menina é ver seu próprio gênio refletido

São tão pequenas, mas também tão teimosas. Lindas e delicadas, mas quando querem empacar, fica difícil desamarrar o burro. Nessas horas, tenho a sorte de ter o Cauê! Quando a Catarina não tá muito afim de anda, quem acaba conseguindo contornar a situação é o Cauê.

Ser mãe de menina é ter que dançar junto.

Eu só acho ruim essa parte quando estou muito cansada. Mas no geral é uma das horas que eu mais me divirto com eles, principalmente com a Catarina. Dançamos na sala, pegamos a vassoura para dançar, damos a mão e até mesmo pulamos. Fazemos uma verdadeira festa! Meninas tem essa coisa da arte mais forte (pelo menos aqui em casa).

mae_pes_filha

Ser mãe de menina é ser surpreendida a cada dia. É ser abençoada por educar uma menina que um dia vai se tornar mulher, mãe, esposa. É saber que a partir do que vivemos ela irá contagiar o seu lar com essa alegria infinita. É ter companhia para tirar fotos e dançar até cansar. Depois, ela vai ser aquela que irá me fazer companhia no shopping, para tomar um café e olhar as vitrines. Sim, eu espero e desejo que ela venha ser minha companheira no futuro, porque ser mãe de menina é simplesmente maravilhoso!

 

Mãe do Cauê e da Catarina 🙂





Confira também