skip to Main Content

Por que é tão comum queda de cabelo no pós-parto

Um problema muito comum entre as mães é a queda de cabelo depois de ter o filho.  Muitas mulheres costumam observar que o cabelo está ficando mais ralo, perdendo o volume, deixando o couro cabeludo mais visível.

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Durante a gravidez geralmente as mulheres não perdem cabelo pois tem o aumento muito grande do hormônio progesterona e a progesterona é protetora dos cabelos, fora o hormônio do crescimento que está a todo vapor e faz bem para o cabelo. Agora no pós-parto a gente tem uma queda abrupta da progesterona é onde pode causar uma queda de cabelo – normalmente três meses após o parto, explica a Dra. Luciana Passoni, médica tricologista, especialista e referência em transplante capilar.

Alopecia Androgenética, conhecida popularmente como Calvície, é a principal causa da perda de cabelos em homens e mulheres e pode causar grande impacto na autoestima e qualidade de vida.

“Alopecia Androgenética a gente não vê uma queda de cabelo necessariamente, é o afinamento, ou seja, a pessoa vai notar que vê mais o couro cabeludo, que o cabelo perde volume, mas não necessariamente não uma queda capilar visível. A densidade de cada fio de cabelo está diminuindo e isso faz com que tenha uma diminuição no volume capilar”, completa Dra. Luciana.

Tratamentos 

O objetivo do tratamento da calvície é tentar interromper ou retardar o afinamento progressivo dos cabelos. A mulher gravida pode fazer tratamento com ledterapia e medicação a partir do sétimo mês de gestação – sempre com acompanhamento de um médico especializado. Cada caso deve ser analisado de maneira pessoal e individual, mas, em geral, o tratamento dura em média seis meses.

“Alimentos ricos em ferro, zinco e selênio ajudam a amenizar essa queda de cabelo, conta Dra. Passoni.

Back To Top