skip to Main Content
Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais
Meu Filho Não Come Brócolis E Tudo Bem!

Meu filho não come brócolis e tudo bem!

Não sei qual foi o protocolo que foi instituído onde as mães insistem que seus filhos comam brócolis. Meu filho não come brócolis e minha filha gosta de “roubar” os brócolis enquanto estão esfriando e ainda não estão sendo servidos para o almoço. Meu marido não gosta de brócolis mas, apesar disso, come. Eu já amo esse vegetal. E agora, como fazer meu filho aprender a gostar de brócolis?

Para ser sincera, eu não lembro de comer brócolis na minha infância. Lembro  que nos almoços de casa tinha: rabanete, agrião, tomate, cenoura crua ralada e a tradicional alface. Salada não era todo dia, mas tinha. Também lembro da minha sétima série quando entendi a importância de comer um prato colorido para aumentar a ingestão de vitaminas e minerais e também aprender sobre a importância de cada nutriente para o organismo.

A minha alimentação passou a ser mais consciente no meu terceirão, quando almoçava nas redondezas da escola e intercalava uma alimentação colorida no restaurante com x-salada da lanchonete da esquina.

Por isso, não me considero aquela pessoa mais apropriada a dizer como ensinar seus filhos a comerem brócolis ou qualquer outro vegetal que você queira que ele coma. Mas de uma coisa eu sei, a criança precisa experimentar para gostar. Tarefa que às vezes não é fácil.

Se seu filho está na fase “do contra” como a minha menina de quatro anos, talvez essa seja uma boa tática. Mas se seu filho já é mais sabidinho como meu filho de nove anos, então o jeito é explicar a importância de cada alimento e a função dele no organismo, contar a velha historinha de que cenoura faz bem para os olhos, afinal de contas, você nunca viu um coelho usando óculos, não é mesmo?

Uma maneira que funciona bem aqui em casa é que eu também sempre deixo eles beliscarem os vegetais enquanto estou preparando o almoço ou a sopa. Eles gostam de comer cenoura, batata, tomate – tudo cru. Dessa forma, Catarina já experimentou cebola e alho, que ela não gostou do sabor cru, mas sempre friso que na comida da mamãe fica uma delícia. Aprendeu a comer inhame e cará crus também e sempre diz que gosta do branquinho.

 

Precisamos sim, ensinar eles comerem vegetais e frutas, e não tem melhor maneira do que ter as opções que eles gostam de comer e também aquelas que você e seu esposo gostam. A premissa de que o exemplo fala alto também vale para a alimentação. Seus filhos observando vocês comerem frutas diferentes, podem querer experimentar, talvez gostem, talvez não. Isso sempre funcionou bem aqui em casa e procuramos não forçar a barra, mas também não oferecemos bolachas recheadas para compensar no lanche, sabe? Mas sempre pergunto se querem um pedaço da minha fruta ou um pouco do chuchu que fiz no almoço, vai que naquele dia eles querem!

Como vocês fazem o equilíbrio alimentar dos seus filhos? É tranquilo ou sentem dificuldade para que as crianças comam “comida de verdade”?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top