skip to Main Content
Infertilidade Masculina: Conheça Mais Sobre Ela

Infertilidade masculina: Conheça mais sobre ela

A infertilidade afeta de 10% a 20% dos casais em idade reprodutiva e, em cerca de 30% dos casos, o problema está relacionado a fatores masculinos. Os motivos são diversos e, muitas vezes, acabam se associando. Por isso, a atenção à saúde do homem é essencial em todas as fases da vida.

Segundo o médico urologista Lucas Galdino, uma das doenças que mais ocasiona infertilidade é a varicocele, que acomete os vasos testiculares e pode ser detectada em exames físicos. “Ela é a causa mais frequente de redução do potencial fértil dos homens, responsável por até 40% dos casos de infertilidade masculina primária”, explica.

Para se chegar ao diagnóstico, são necessários vários exames, incluindo o espermograma. Conforme o especialista, ao identificar a ausência de espermatozoides, deve-se avaliar a presença de doenças que impedem a saída deles, como fibrose cística, por exemplo. Situações que interferem na produção pelos testículos, como alterações genéticas e disfunções hormonais, também são estudadas.

Além da presença de doenças diretamente relacionadas à fertilidade, é importante ressaltar que hábitos de vida pouco saudáveis, também afetam a produção de espermatozoides. Nesta lista estão o tabagismo, o uso de drogas e anabolizantes, atividade física em excesso ou a falta dela, obesidade, exposição a produtos tóxicos e à poluição, estresse e má nutrição.

De acordo com o urologista, o tratamento da infertilidade depende sempre da causa. No caso da varicocele, é necessário um procedimento cirúrgico para correção. Já um paciente com disfunções hormonais precisa detectar a motivação e corrigi-la. “É tudo individualizado, por isso a importância de os homens procurarem o especialista para o diagnóstico correto”, sugere.

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Há também situações em que os tratamentos convencionais não resultam em uma gestação e o indicado é utilizar técnicas de fertilização em laboratório para garantir uma gravidez. Vale lembrar que nenhuma delas tem 100% de garantia e que, apesar disso, cerca de 25% das causas de infertilidade masculina são chamadas de idiopáticas, ou seja, não possuem tratamento específico.

Confirmação da infertilidade masculina

Quando o assunto é reprodução, é preciso agir com cautela e sempre com orientação médica. Segundo a Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva, a incapacidade reprodutiva só pode ser decretada após um ano de tentativas, sem o uso de nenhum tipo de método anticoncepcional. “Para a confirmação da infertilidade masculina são necessárias duas amostras de sêmen com intervalo entre 15 a 30 dias para a realização do espermograma”, esclarece Galdino.

O exame avalia o volume de sêmen, o número, a concentração, a movimentação (motilidade) e a forma (morfologia) dos espermatozoides e também se há algum tipo de inflamação, o que será diagnosticado pela presença de leucócitos. De acordo com o especialista, também podem ser solicitados exames de imagem, como doppler dos testículos, e a dosagem dos hormônios testosterona total, folículo estimulante (FSH), luteinizante (LH) e prolactina.

Achou interessante essa informação, compartilha em suas redes sociais!

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top