Como a gravidez muda o seu corpo – Da cabeça aos pés!

Carregar um bebê em nossas barrigas é uma sensação maravilhosa. Mas você sabia que isso também transforma todas as partes do seu corpo? Felizmente, muitas dessas mudanças são temporárias. E esse texto é para você saber como a gravidez muda o seu corpo e te prepara para gestar e receber seu filho.

Saiba como a gravidez muda o seu corpo como um todo

Cabelo

O cabelo cresce em ciclos e, em circunstâncias normais, cada fio está crescendo, descansando ou caindo. Graças às mudanças hormonais da gravidez, porém, mais folículos estão parados nas fases de crescimento e repouso.

Os hormônios de gravidez, como o estrogênio e a progesterona, podem alterar a produção de óleo e a estrutura do folículo, de modo que os cabelos encaracolados podem se acalmar.

Especialistas dizem que pouco tempo depois do nascimento do seu bebê, seus folículos capilares entrarão finalmente na fase de queda, deixando até 500 cabelos – em comparação com os 100 que você normalmente deixa na sua escova de cabelos.

Minha experiência pessoal discorda com a dos especialistas, visto que eu tive queda de cabelo durante toda a primeira gestação do meu filho e amamentação, então foram 15 meses perdendo muito cabelo todos os dias. Mas não se assustem, eu não fiquei careca, como imaginei que ia acontecer. Mas como a gente sabe, cada gestação é de um jeito e normalmente elas são diferentes entre si!

Cérebro

A impressão que temos é que estamos perdendo a cabeça, pois estamos esquecendo de tudo, ou praticamente tudo. Exames realizados através de ressonância magnética em mulheres grávidas mostraram que o tamanho do cérebro realmente encolhe no terceiro trimestre (mas aumenta de volta alguns meses após o nascimento). Outras pesquisas descobriram que a concentração, a memória de curto prazo e a capacidade de aprendizagem são significativamente prejudicadas no final da gravidez.

Ninguém sabe exatamente o que transforma as mentes das mães grávidas, mas a falta de sono durante esse período razoavelmente desconfortável pode contribuir para essa nebulização mental.

Nesse caso, é melhor manter uma lista de tarefas diariamente e possivelmente lembretes no celular para lhe trazer a memória atividades mais importantes.

Olhos

Você sabia que as córneas dos seus olhos incham junto com o resto do seu corpo? À medida que córneas engrossam e curvam mais, a forma como refratam as imagens visuais nos olhos muda. É natural ouvir mulheres grávidas reclamarem que seus óculos não estão funcionando, ou aquelas que não utilizam, acabam reclamando de problemas de visão. A boa notícia: a visão deve voltar ao normal dentro de 3 meses após o nascimento do bebê.

Mesmo que a visão permaneça inalterada, uma em cada quatro grávidas consideram utilizar lentes de contato torturante. A causa é puramente hormonal, isso porque os níveis de hormônios estão diferente, secam as córneas e reduzem a produção de lágrimas.

Se você se sente incomodada com sua visão, melhor visitar a um oftalmologista, pois ele pode ajustar temporariamente sua receita médica.

Se as lentes de contato estão incomodando você, considere utilizar lubrificante por períodos mais curtos ou então utilizar o óculos temporariamente.

Importantíssimo:

Deixe seu obstetra saber imediatamente se você tem uma visão severamente turva, visão do túnel ou manchas na frente de seus olhos – isso pode sinalizar um problema potencialmente grave, como diabetes gestacional ou hipertensão induzida pela gravidez.

Pele

corpo da mulher muda na gravidez -pele

É comum uma mulher grávida ouvir que está brilhando, radiante. Isso também tem correlação a produção hormonal, aos altos níveis de estrogênio, que aumentam a quantidade de sangue que percorre o sangue para sustentar o feto.

Mas ao mesmo tempo que tem esse glamour na gravidez, os hormônios da gravidez aceleraram a produção de óleo, podendo desencadear crises de acne.

Outras dificuldades comuns de pele de gravidez incluem:

  • Melasma: pigmentação manchada no rosto provocada pelo aumento da produção de melanina;
  • Veias de aranha: os vasos sanguíneos crescem e se dilatam, tornando os capilares visíveis através da pele;
  • Pele seca e com coceira: Culpa dos tecidos da pele se esticando e da desidratação da pele induzida por hormônio;
  • Linea nigra: uma linha escura que corre pelo centro da barriga devido ao excesso de melanina;
  • Estrias: devido aos hormônios e pressão de sua circunferência crescente causam que as estruturas de suporte na pele rasguem, deixando a barriga gravada com estrias vermelhas, que eventualmente, se tornarão brancas à medida que o tempo passe;
  • Erupções cutâneas como a erupção polimórfica da gravidez: coceira, lesões vermelhas que aparecem nas estrias e
  • Palmas vermelhas (causadas pelo aumento do volume sanguíneo).

Para manter a elasticidade da pele recomenda-se beber pelo menos oito copos de água por dia. Não tomar banhos muito quentes e usar um hidratante diariamente.

Contra os acnes, não é recomendado fazer nenhum tratamento durante a gravidez. O ideial é lavar várias vezes ao dia com sabonete neutro.

Para as estrias, cremes contendo Retin-A ou alfa-hidroxiácidos podem ajudar a diminuir as estrias depois de se desenvolverem, mas esses tratamentos não são seguros para usar durante a gravidez ou a amamentação.

Finalmente, aguarde, a linha nigra vai desaparecer depois do parto. Se você desenvolver um problema de pele grave ou persistente, consulte um dermatologista.

Nariz

Ninguém sabe explicar o por quê, mas mulheres grávidas realmente têm um senso olfativo mais apurado nesse período. Inclusive alguns odores podem fazer com que a gravidinha seja mais amiga do banheiro, especialmente no primeiro trimestre, quando os enjoos são mais comuns.

O que fazer sobre isso? Basicamente, evitar odores fortes como passar na peixaria no supermercado.

Boca

A minha sogra teve sérios problemas na boca por conta da gestação do segundo filho. Saiba que ela não é a única, inclusive tem um ditado: “Tenha um bebê e perca um dente!”

O bebê precisa de muito cálcio para construir seus ossos e a fonte dele é você! É bem comum as gestantes desenvolverem gengivites (inflamação nas gengivas). Ela surge quando os vasos sangüíneos dilatados deixam as gengivas inchadas, macias e menos resistentes à infecção.

E uma vez que as gengivas inchadas dão aos germes mais lugares para se esconder. E as alterações hormonais também tornam a saliva mais abundante e fazem com que as bactérias causadoras de mau hálito sejam predominantes.

A melhor maneira de prevenir é aquela receita básica: escovar bem os dentes e a língua com uma escova de dentes macia após todas as refeições e enjoos matinais.

Fazer gargarejos com enxaguantes bucais uma vez por dia, também ajudará.

A cada seis meses, você deve fazer uma visita ao dentista e lembre-se de informar-lhe de que está grávida.

Sistema imunológico

É função do seu sistema imunológico caçar e destruir os organismos invasores. Então, por que deixa seu bebê (que, geneticamente falando, é um ser estranho) ileso? Segundo um estudo realizado na Universidade da Geórgia isso acontece porque “o feto produziria uma enzima, a IDO, capaz de eliminar uma substância chamada triptofan, um aminoácido que ativa a ação de células de defesa tipo T da mãe”.

Com o seu sistema imunológico preservando a saúde do seu bebê é melhor você ajudá-lo a se defender também. Lave as mãos religiosamente e evite contato com pessoas doentes. Reduza o estresse, descanse sempre que puder e se alimente bem.

Peitos

as mudanças no corpo da mulher grávida - peitos

A gravidez muda o seu corpo, sim, como você já está percebendo! E para quem tem seios pequenos, essa notícia é maravilhosa!

Com o aumento do estrogênio e da progesterona no início da gravidez e o hormônio de produção de prolactina mais tarde, estimula mudanças dramáticas em seus seios que os ajudam a se preparar para amamentar seu bebê.

Os mamilos se tornam eretos, as auréolas em torno deles se expandem e escurecem (tudo melhor para um recém-nascido com fome e com visão embaçada) e pequenas glândulas produtoras de leite que pontilham as auréolas crescem mais proeminentes.

A transformação está acontecendo por dentro, também: o fluxo de sangue para os seios aumenta; sacos de leite, lóbulos, ductos e seios crescem e se multiplicam; e o tecido adiposo protetor se dilui. Não surpreendentemente, os seios também se tornam extremamente doloridos.

Como resultado, seus seios podem pesar até dois quilos a mais cada um. A má notícia é que essa voluptuosidade desaparecerá assim que o bebê desmamar.

Invista em um bom sutiã com alças largas e material liso que não irrite os mamilos hipersensíveis. Se você se sentir mais confortável e com menos dor, durma com ele.

Coração e Sistema Circulatório

Uma das mudanças durante a gravidez é que seu coração parece bater mais forte e acelerado do que o normal. Isso porque o coração ter que bombear sangue extra, especialmente quando a mulher se exercita. Uma vez que há muitos outros vasos sanguíneos para preencher (especialmente na placenta, que tem dezenas de milhares deles).

A pressão arterial tende a cair ligeiramente no segundo trimestre. É por isso que uma mulher grávida pode se sentir fraca ou tonta se ela se levantar muito rápido. Eu lembro de quase desmaiar algumas vezes na minha primeira gestação, minha sorte é que eu sempre estava acompanhada do meu marido quando isso aconteceu. Já na gravidez da Catarina, eu já pressentia que isso poderia acontecer e “pegava mais leve”.

Por outro lado, existem casos em que a pressão arterial aumenta em cerca de 7% das gestações. O resultado é hipertensão induzida pela gravidez, ou pré-eclâmpsia, que reduz o fluxo sanguíneo para o útero e pode levar a uma emergência.

O ferro é um nutriente vital para o desenvolvimento de todos os glóbulos vermelhos extra, então consumir 6 miligramas (mg) por dia deste mineral ajudará a prevenir a anemia.

Para manter seu coração forte e saudável durante a gravidez, faça doses regulares de exercício aeróbico moderado e beba muita água antes, durante e depois.

Para isso, é importante se certificar de obter a aprovação do seu obstetra antes de fazer exercícios pré-natal.

Se você se sentir fraco, sente-se ou deite-se e respire profundamente até que a tontura desapareça.

Finalmente, informe imediatamente seu médico se detectar algum dos sinais de alerta de pré-eclâmpsia como:

  • dores de cabeça constantes e intensas;
  • inchaço no rosto ou nas mãos;
  • dor abdominal;
  • distúrbios visuais;
  • ou aumento súbito de peso de mais de uma libra por dia.

Sistema digestivo

Azia, indigestão e constipação são efeitos colaterais da mudança que o seu corpo está passando com a gravidez e são comuns devido uma desaceleração digestiva. Adivinha quem é a culpada da vez? A progesterona. Ela torna o intestino lento, por consequência o seu estômago demora mais para se esvaziar porque o=os alimentos se movem pelos seus intestinos mais devagar.

Sim, isso vai lhe incomodar porque a regurgitação será ácida e ninguém merece ficar com constipação intestinal. Apesar dos pesares, há um benefício: quanto mais alimentos permanecem no seu sistema digestivo, mais nutrientes são absorvidos e entregues ao seu bebê.

Para evitar azia, evite a comidas gordurosas, ácidas e picantes. Não se deite após as refeições. Para combater a indigestão, o ideal é comer seis pequenas refeições por dia em vez de três grandes. Para manter as coisas em movimento na outra extremidade, é recomendável aumentar o consumo de fibras e  beber muita água. A prática de atividades físicas regularmente, também ajudam seus intestinos trabalharem melhor.

Mãos

mudanças na gravidez maos

Se seus pulsos doem, seus dedos estão adormecidos, e a dor dispara no braço ou na mão, você pode ter síndrome do túnel do carpo (CTS), uma condição provocada por alterações hormonais e retenção de líquidos.

Cerca de 45% das mulheres grávidas manifestam os sintomas de CTS, contudo, o problema quase sempre desaparece após o parto.

O que fazer para evitar CTS? Os movimentos repetitivos aumentam o risco de CTS, por isso, se o seu trabalho envolve o trabalho do computador ou outro movimento de mão sem parar, mude a posição com frequência e faça intervalos frequentes para dar uma parada aos pulsos.

Certifique-se também de que sua estação de trabalho é ergonomicamente correta e que seus braços e pulsos são retos quando você digita. Se as dores persistirem, consulte um ortopedista para saber qual o tratamento mais recomendado para você.

Órgãos genitais

A mudança no seu corpo também é sentida nos órgãos genitais. Os hormônios estão deixando todo seu corpo maluco, inclusive o “parquinho“. Os altos níveis de estrogênio, progesterona e andrógenos (hormônios masculinos produzidos por fetos do sexo) podem aumentar sua libido.  O fornecimento extra de sangue flui também pelas zonas erógenas e as secreções vaginais aumentam a produção e ajudam a lubrificar as coisas. O resultado feliz: sexo quente no segundo trimestre!

De acordo com o New York University Downtown Hospital, todo esse fluxo sanguíneo extra pode resultar em varizes e hemorróidas vulvar (essencialmente, varizes da vagina, da vulva e do ânus). E alterações hormonais alteram a flora vaginal e fazem sua área vaginal um terreno fértil para infecções fúngicas.

Desde que sua gravidez não seja de alto risco, vá em frente e aproveite o sexo com a frequência possível – em breve, um recém nascido e uma privação extrema do sono farão com que você não se sinta tão animada para brincar.

Para aliviar hemorróidas e varizes vulvar, faça uso liberal de bolsas de gelo. Consulte o seu médico se estas veias incômodas não diminuírem após o parto.

Se você suspeita de uma infecção vaginal, pergunte ao seu obstetra para recomendar um tratamento seguro. As mulheres propensas a infecções fúngicas como candidíase.

Pernas

O que está acontecendo: o volume sanguíneo extra e a pressão de seu útero em expansão nas veias na sua virilha causam que o sangue e o líquido se acumulem na parte inferior do corpo, o que, por sua vez, faz veias varizes e balão de tornozelo. 

Além disso, o peso extra do seu útero pode sobrecarregar suas pernas e talvez até mesmo causar câimbras pela falta de cálcio.

Para aliviar o inchaço e minimizar as varizes, usar uma meia alta compressão, tome muito líquidos como água e chás sem açúcar, também sentar com as pernas mais levantadas que a altura da cintura também ajuda o sangue a fluir melhor.

Informe, imediatamente, o seu médico se perceber um inchaço severo ou repentino no rosto ou nas mãos. Esses sintomas podem sinalizar a pressão arterial perigosamente elevada.

Se as cãibras nas pernas são um problema, verifique com seu médico um suplemento de cálcio.

Pés

mudanças na gravidez - pés inchados

Se tem uma coisa que as gravidinhas aprendem é que se tirar o sapato pode ser sinônimo de não conseguir calçar novamente o calçado. O ganho de peso temporário e a retenção de líquido são culpados este aumento da circunferência do pé.

Talvez você tenha experimentado, assim como eu, o crescimento dos pés. Normalmente eu uso 34/35, mas na gravidez da Catarina, usei 36. O crescimento do número do tamanho de sapato acontece por causa de um hormônio calmante chamado relaxina. Ele ajuda a abrir a pélvis em preparação para o nascimento, mas também afrouxa outras partes do corpo. Quando os ligamentos nos pés se esticam, os ossos não são mantidos juntos tão firmemente. É como se o pé se espalhasse.

Para diminuir o inchaço nos pés durante a gravidez, você pode dar um banho de salmoura (água com sal grosso) e deixar eles elevados sempre que puder. Mas é bom garantir alguns sapatos confortáveis para esse período, nem que seja emprestado da sogra.

 

É incrível como o corpo da mulher se adapta para gestar e parir um bebê não, é mesmo? Garanto que muitas dessas mudanças, você sentiu mas nem sabia que fazia parte do pacote de estar grávida! Também viu, que os grandes culpas das mudanças ocasionada no corpo da gestante são culpa dos vários hormônios que são produzidas no período gestacional.

Gostou de saber como a gravidez muda o seu corpo? Que tal compartilhar nas suas redes sociais!

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *