skip to Main Content
Faça Pausas… Mas Não Esqueça De Recomeçar

Faça pausas… Mas não esqueça de recomeçar

Você já foi a um concerto de música clássica?! Se não foi, recomendo! Já percebeu como a música é composta por sons, mas também por momentos de silêncio, de pausa, de hiatos? Elas têm sua função dentro da música: indicam uma mudança na melodia, no ritmo, na intensidade; dão espaço para uma respiração; criam suspense, interesse animação.

Da mesma forma, nossa vida precisa ser feita de notas e acordes, que tocam melodias particulares, mas também de pausas. Elas fazem parte de uma música agradável aos nossos ouvidos. Percebo que a maternidade cria, envolve e por vezes até nos força a muitas pausas: no trabalho, nos estudos, no relacionamento conjugal, no cuidado pessoal. Tudo fica em “stand by” para dar espaço, lugar, tempo, prioridade aos cuidados com o bebê que vai chegar ou já chegou.

Por vezes não nos preparamos para todas essas pausas acontecerem ao mesmo tempo, não é?! E isso pode nos assustar, nos desestabilizar, nos afetar emocionalmente. Nos frustramos, nos sentimos culpadas, inúteis, desocupadas – mesmo “trabalhando” 24 horas por dia. Mas lembre-se: como na música, as pausas contribuem para que a música brilhe, toque, encante, emocione!

Estamos chegando ao final de mais um ano e muitas de nós já estamos contando com a “pausa” necessária das férias. Aproveite este tempo para desacelerar, para recarregar as energias, para se conectar com quem realmente importa. E, assim como após as férias retomamos nossas atividades revigorados, com novo ânimo e novo fôlego, é possível retomar os papéis pausados com a maternidade.

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Recomeçar nunca é fácil: você não é a mesma pessoa – a maternidade te mudou de vários jeitos possíveis – o trabalho pode não ser mais o mesmo, a faculdade pode exigir mais do que antes, os círculos de amizades e relacionamentos não é mais o mesmo. Mas é possível e necessário ajustar-se às realidades após essa pausa. Você só precisa dar o play novamente!

Comenta aí: Quais foram as pausas necessárias que você precisou dar?

Mãe do Benjamin e esposa do Sérgio. Psicóloga, apaixonada pela maternidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top