skip to Main Content
Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais
Como Montar Uma Brinquedoteca Educativa?

Como montar uma brinquedoteca educativa?

Com o início do ano letivo , muito do que as crianças aprendem na escola pode ser reforçado em casa, como forme de dar continuidade no aprendizado, para isso, a participação dos pais é fundamental. Uma forma saudável, divertida e descontraída de incentivar os pequenos é usar brinquedos educativos durante os estudos. “Eles estimulam o desenvolvimento motor, tátil e sensorial, auxiliando, principalmente nos anos iniciais, no contato com cores, formas, texturas e tamanhos”, afirma a psicóloga Ana Paula Machado. E quer lugar melhor do que uma brinquedoteca educativa para proporcionar esses momentos de aprendizado com relação familiar?

Para que os brinquedos atinjam esse propósito, o processo de criação e fabricação é extremamente complexo e minucioso. “O desenvolvimento de um brinquedo tem início com uma análise sociocultural e do portfólio, então são traçadas algumas diretrizes a partir do que pode ser criado, onde surgem as alternativas. O produto é pensado além da peça física, pois o ato de brincar é uma atitude, é o que permite a diversão e o aprendizado”, explica a diretora da Calesita Brinquedos, Nadia Vacinaletti.

Além de terem acesso a brinquedos educativos, é muito importante que as crianças tenham um espaço próprio para esse momento, pois, desta forma, manterão uma rotina. Montar uma brinquedoteca educativa em casa é muito fácil e não é necessário fazer grandes investimentos. Quer ver como? Confira essas dicas que a Nádia preparou:

 5 dicas de como montar uma brinquedoteca educativa

Ambiente seguro: para montar uma brinquedoteca educativa não é necessário ter um espaço muito grande, mas precisa ser seguro. Evite locais como sacadas, que tenham tomadas em níveis baixos ou janelas sem proteção. Para quem mora em apartamento, uma parceria com os vizinhos pode ser uma ideia legal. Além de resolver a questão espaço, ainda promove a sociabilização das crianças.

 

Espaço democrático: a brinquedoteca deve ser um lugar neutro, que agrade crianças de todas as idades. Para quem tem mais de um filho, procure atividades que os dois gostem de fazer. A altura onde os brinquedos serão guardados também deve ser observada: itens com peças menores, destinados às crianças a partir de seis anos, por exemplo, podem machucar os pequenos, caso eles tenham acesso sem a supervisão de um adulto. Coloque em um local suspenso, fora do alcance dos menores e, claro, esteja sempre de olho na brincadeira.

 

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Invista nas cores: os pequenos são movidos pelos estímulos visuais. Além de ser um ambiente colorido, a brinquedoteca precisa ser aconchegante. Aposte nas cores favoritas dos seus filhos, já começando pelo chão, onde você pode usar aqueles tapetes de EVA que contêm letras e números. Além de transformar as tarefas da escola em um momento lúdico, este tapete ajuda a “esquentar” o ambiente, evitando o contato da criança com pisos mais frios e, com isso, os resfriados.

 

Brinquedos: na hora de escolher os brinquedos, opte por aqueles que estimulem o aprendizado, a coordenação motora, a capacidade cognitiva e o senso de espaço e também de coletividade. Caso queira investir um pouco mais, uma excelente opção é pintar as paredes com tintas que funcionam como um quadro negro, estimulando a escrita e a criatividade por meio de desenhos.

 

Integração da família: a brinquedoteca é um espaço para reunir toda a família. Com a correria do dia a dia, os pais podem destinar um momento para estar junto dos pequenos para brincar e estudar de forma divertida e lúdica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top