skip to Main Content
Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais
Amor De Mãe: O Que Deus Espera De Você?!

Amor de mãe: O que Deus espera de você?!

Eu costumo dizer que quando se trata da maternidade individual de cada uma, do que é ou não melhor para seu filho, não tenho verdades. Isso porque entendo que o contexto familiar (Criação, crenças, educação, valores, etc) normalmente não é levado em consideração quando se quer dar palpite na vida alheia. Desse modo, prefiro dizer que o mais importante é compartilharmos sobre a realidade de cada uma, procurar desenvolver a empatia, ouvir com atenção e oferecer um abraço quando necessário.

A maternidade é individual, porque cada filho e cada mãe funcionam de uma forma única e singular. Não temos como colocar todos em uma caixinha e dizer que deve ser assim e pronto.

Mas na última vez que disse que tenho verdades, aquilo de certa forma me incomodou. Me incomodou de uma forma que não sei descrever, uma coisa dentro de mim disse: Você conhece a VERDADE.

Em João 14:6, Jesus disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida.” Comecei a pensar sobre essa frase, de que forma ela poderia ser verdade para a maternidade. O ministério de Jesus foi todo marcado pelo amor. Ele não rejeitou pessoas porque elas era leprosas ou adúlteras, jantou com os políticos corruptos da época. Ele tinha compaixão pelas pessoas, multiplicou os pães e peixes porque estava preocupado com a saúde física deles.

 

O que é o amor?

Mas o que de fato é amor? Porque a verdade de Jesus sobre amor pode ser realmente impactante para a vida de mãe. Por definição do dicionário diz que o amor é:

  1. forte afeição por outra pessoa, nascida de laços de consanguinidade ou de relações sociais
  2. atração baseada no desejo sexual.

 

Vocês concordam que isso é muito frívolo? Tão superficial que nem parece descrever o amor de mãe pelo filho, não é mesmo?

Aos olhos da Bíblia, Deus é amor (I João 4:7)! E ele comparou seu amor ao amor de uma mãe. Em Isaías 49:15 Ele diz: “Haverá mãe que possa esquecer seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Contudo, ainda que ela se esquecesse, Eu jamais me esquecerei de ti!” Para mim, esse trecho demonstra como Deus acredita na nossa capacidade de mãe de amar nossos filhos.


Eu estava na oitava série, naquela época, quando não tinha muito o que fazer no intervalo da aula, eu ia à biblioteca e ficava folheando as revistas. Uma delas marcou a minha vida: Revista VEJA, cuja capa era sobre aborto. Eu li inúmeros relatos de mulheres famosas e outras não que disseram que seu maior arrependimento era ter feito o aborto, que a vida delas nunca mais foi a mesma. Se uma mulher teve sua vida marcada pelo fato de ter tirado a vida do seu filho, e nunca se esqueceu dele, imagina uma mãe  que zela e cuida pelo bem estar de seus filhos?

 

Amor de mãe segundo a Bíblia

Talvez você já conheça o texto de I Coríntios 13, é quase tão famoso quanto o Salmos 23. Mas hoje quero que você olhe para ele sob uma nova perspectiva. Quero que leia ele com calma e imagine os vários momentos que você já viveu como mãe e como aquelas palavras poderiam ter sido um norte quando houve dúvidas sobre como agir e/ou reagir.

 

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

O amor é paciente e bondoso. O amor não é ciumento, nem presunçoso. Não é orgulhoso, nem grosseiro. Não exige que as coisas sejam à sua maneira. Não é irritável, nem rancoroso. Não se alegra com a injustiça, mas sim com a verdade. O amor nunca desiste, nunca perde a fé, sempre tem esperança e sempre se mantém firme.

I Coríntios 13:4-7

 

Você concorda comigo que essa definição de amor é bem mais impactante? Leia mais uma vez, por favor! O dicionário nem sempre é o nosso melhor amigo quando buscamos uma definição.

Confesso que essa frase, já havia lido diversas vezes e achava tão bonita. Mas nunca tinha observado pela perspectiva do amor materno, do amor que Deus espera que nossos filhos recebam de nós.

Quando a criança está na fase dos Terrible Two, vivenciando a adolescência dos bebês, Ele espera que o amor que nós sentimos pelos nossos filhos seja paciente e firme. Quando nossos filhos começam a se acharem donos da verdade, Deus espera que nosso amor não seja grosseiro. Quando nós pedimos para as crianças arrumarem o quarto e você chega e parece tudo fora do lugar, Ele espera que você não exija que as coisas sejam feitas à sua maneira.

Quando você chega do trabalho cansada, com vontade de tomar banho e assistir um seriado, seu filho chega todo empolgado falando pelos cotovelos, Deus espera que o amor que você sente pelo seu filho seja maior a ponto de ouvi-lo e não se irritar com ele.

Quando seu filho estiver grande e apresentar sua namorada para você, Deus espera que você se alegre com ele e que não seja ciumenta. Quando seu filho estiver esperando o resultado da faculdade, Ele espera que demonstre esperança e fé para seu filho. E quando tudo parecer contra ou que todas as coisas estão dando errado, Deus espera que você nunca desista do seu filho e da sua família.

 

E o mais importante, quando você se sentir incapaz de demonstrar tal amor, peça ajuda dEle. Porque Deus é amor e é fonte inesgotável. Se abasteça do amor de Deus para que você possa amar seus filhos da maneira que eles merecem e da maneira que Deus deseja que você faça isso. Quando se sentir sobrecarregada, achando que não vai dar conta, converse com Deus. Ele quer te ouvir seja para coisas boas ou ruins, seja para momentos de alegria ou de raiva. Ele se importa com você e por isso quer enchê-la do Seu amor, para que você se sinta capaz de amar incondicionalmente.

Se de alguma forma esse texto falou com você, compartilhe em suas redes sociais, para que ele possa alcançar mais mães.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top