skip to Main Content

O primeiro ultrassom da gestação

Primeiro Ultrassom Da Gestação_blogmamaeecia

A descoberta da gravidez é algo único e emocionante na vida do casal. Saber que dentro de si bate um coraçãozinho e começa uma nova vida, é algo indescritível e que mudará para sempre os planos futuros daquela família. E a partir deste momento, terá início o pré-natal com o obstetra, que acompanhará a gestante até o parto e no pós-parto, e solicitará uma sequência de exames para avaliar a saúde da mamãe e do bebê. Entre estes principais exames, está a ultrassonografia obstétrica, que normalmente é realizada pela via transvaginal.

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

A ginecologista e obstetra, especialista em medicina fetal, Dra. Tatiana Barbosa Pellegrini, explica mais detalhes do exame.

Quando posso fazer o primeiro ultrassom?

Normalmente, o exame pode ser realizado a partir de 5 semanas, quando conseguimos ver estruturas importantes da gestação. É imprescindível fazer a avaliação em uma fase precoce da gravidez, para verificar se ela está se desenvolvendo dentro do útero ou fora dele, o que chamamos de ‘gravidez ectópica’, e que pode colocar em risco a saúde da futura mamãe.

Segundo a Dra. Tatiana, a presença do saco gestacional e da vesícula vitelina dentro do útero confirma a existência de uma gravidez intrauterina, eliminando a possibilidade da ectópica, mesmo que o embrião ainda não consiga ser visualizado.

 Qual a importância de realizá-lo precocemente?

Dentre os motivos para fazer em uma fase precoce, também conseguirmos saber a idade gestacional. “Muitas vezes a paciente não sabe a data da última menstruação, a data é incerta, devido ao ciclo menstrual, ou não é compatível com o primeiro ultrassom”, alerta a médica.

Fatores, como o tamanho do saco gestacional e uma medida chamada de ‘comprimento cabeça-nádega’ (CCN), são as avaliações mais utilizadas para estimar a idade gestacional correta. Outros dados, como a presença de batimento cardíaco, da vesícula vitelina e de um embrião visível dentro do útero, também auxiliam na estimativa em grávidas bem no início da gestação. O primeiro ultrassom é muito confiável para, além de saber tempo real de gravidez, identificar a data provável do parto, já que ele tem uma margem de erro pequena, com uma variação de no máximo 3 a 5 dias.

O que esperar durante a avaliação?

Ela trará as primeiras informações da sua saúde e do seu bebê e será um parâmetro para acompanhar o crescimento do bebê e verificar se ele está se desenvolvendo de forma adequada, nas estimativas de peso e comprimento.

Uma outra questão importante é saber o número de embriões, se trata-se de uma gestação de um bebê ou se é gemelar ou trigemelar. “E quando temos uma gestação com mais fetos, é preciso saber o número de placentas. Então, a fase ideal para sabermos se é uma gestação monocoriônica ou dicoriônica (que são o número de placentas) é no ultrassom transvaginal, no máximo com até 10 semanas”, informa a Dra. Tatiana Pellegrini.

 

O primeiro som…

E o momento mais esperado pela família é escutar pela primeira vez os batimentos cardíacos do bebê. “Por isso, não demorem para fazer o ultrassom transvaginal e pré-natal, mesmo neste momento de pandemia, assim que desconfiar que está grávida, devido a um atraso menstrual ou se fez exame de farmácia e deu positivo. Agende o seu médico e faça seus exames”, aconselha a especialista.

Lembre-se que os cuidados com a saúde da mamãe e do bebê, logo no início da gestação, podem evitar riscos futuros. Após a descoberta, ela pode incorporar hábitos saudáveis, como melhorar a alimentação e inserir a prática de atividade física adequada, que ajudam neste período. Também podem ser indicados algumas vitaminas e suplementos, caso o médico julgue necessário.

Lembre-se de não se automedicar e descansar sempre que possível.

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais!

Back To Top