skip to Main Content

Dia das Mães: Mitos e verdades sobre o empreendedorismo materno

Ganhando cada vez mais espaço no mundo dos negócios, o empreendedorismo materno vem se tornando destaque. Porém, a frase tão escutada entre as mães empreendedoras “quando nasce um bebê, nasce também uma mãe empresária”, na verdade não condiz tanto com a realidade.

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

O mercado de trabalho nunca se mostrou aberto para a maternidade, e apesar do grande avanço a desigualdade entre homens e mulheres ainda existe e é visível em diversos setores, principalmente quando o assunto é trabalho e casa.

Nem sempre a mulher tem o desejo de se tornar empreendedora, por muitas vezes, ela se vê sem opção após a gravidez. Com o nascimento de uma criança, a rotina muda, os cuidados precisam ser maiores com o bebê/ criança, e muitas vezes um trabalho com horários rígidos e uma rotina inflexível, não permitem esse cuidado mais de perto. Segundo levantamento do Sebrae Minas, a maternidade foi fator relevante para 7 em cada 10 mães que decidiram empreender.

De acordo com pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), 50% das mulheres são demitidas até dois anos após a licença-maternidade. É nesse momento, que muitas mulheres acabam recorrendo ao próprio negócio.

“Conciliar o cuidado da casa, dos filhos, e administrar o próprio negócio, parece fácil falando. Na prática, a história é outra ainda mais se você não tem uma rede de apoio. Muitas mulheres acabam optando pelo próprio negócio na expectativa de ter maior tempo de qualidade com as crianças, mas ao tornar sua casa seu ambiente de trabalho, as coisas acabam saindo do controle”, comenta a empresária e fundadora da BeFaster – School of English, Anna Carolyna Diniz.

Mãe de três, Anna Carolyna, conta que com a pandemia e as aulas online, ela precisou aprender a lidar com as interrupções durante o dia, os choros, a empresária brinca dizendo que ela aprendeu a “ignorar” o barulho externo e conseguir manter o foco, e que até mesmo no meio de uma guerra ela conseguiria manter o ritmo de trabalho. “A base para o sucesso no meio do empreendedorismo é sem dúvidas a força de vontade, ainda mais quando a motivação de fazer dar certo te chama de “mãe” e diz que “te ama” no meio do dia”, acrescenta Anna Carolyna.

Sobre Anna Carolyna Diniz:

Além de dominar a língua inglesa, para se tornar a teacher dos famosos e a empreendedora que é, estudou sobre comportamento e sempre compartilha conteúdos de inteligência emocional com os seus alunos, porque percebeu que a aprendizagem flui melhor quando olhamos para todas essas áreas como um todo. Não basta saber a técnica, é necessário saber lidar com pessoas.

Fundadora da BeFaster – School of English, instrutora de língua Inglesa desde 2003 e criadora do método “Transforme o seu Inglês”.

Trabalhou em NYC como interprete auxiliando deficientes visuais brasileiros a adquirir cão guia nos Estados Unidos.

Master e Practitioner em PNL pela Sociedade Brasileira de Programação

Neurolinguística. Formada em Hipnose Ericksoniana e coach através da Sociedade Brasileira de Coaching em 2016.

Back To Top