skip to Main Content
Qual Animal De Estimação é Ideal Para Meus Filhos?

Qual animal de estimação é ideal para meus filhos?

Mesmo se você tenha dito “não” aos vários pedidos de seu filho para um animal de estimação no passado. Talvez esteja considerando a possibilidade de trazer um novo amigo para fazer companhia para seus filhos. O ideal para trazer para casa o amigo peludo para sua família é quando as crianças estiverem por volta dos 5 ou 6 anos.

Nessa idade, as crianças compreendem completamente que os animais de estimação são criaturas vivas e não estão mexendo bichinhos de pelúcia. Um animal de estimação tem a capacidade de promover o desejo em uma criança para que ela seja um cuidador, e que seja mais atencioso.

Um estudo da Universidade de Purdue, diz que cerca de 40% das crianças de 5 anos dão atenção ao animal de estimação quando sentem tristeza, se irritam ou têm segredo para compartilhar.

Descobriram também que as crianças de 5 e 6 anos que são donos de animais de estimação expressavam mais empatia aos seus pais do que aqueles que não têm um animal ao redor da casa.

Se você está se sentindo pronto para adotar um novo membro à família chegou a hora de saber qual animal de estimação é ideal para seus filhos. Espero que essas dicas possam ajudá-las a decidir qual animal de estimação mais popular se adapta melhor à personalidade do seu filho e ao estilo de vida da sua família.

 

Qual animal de estimação é ideal para meus filhos?

Porquinho da índia: para crianças sociais

Apesar de serem roedores, é improvável que eles vão morder. O porquinho da índia é ideal para crianças sociais que têm muito tempo para gastar com seu animal de estimação. São roedores carinhosos e adoram ser segurados. Eles muitas vezes fazem um assobio fofo quando vêem seu amigo-filho. É uma gratificação imediata para um primeiro dono de animais.

Mas se sua casa estiver vazia a maior parte do dia, considere um animal de estimação diferente ou compre dois porquinhos da Índia fêmeas, para que elas possam fazer companhia uma a outra. Você precisará de um espaço mínimo para colocar a gaiola do porquinho e você deve incentivá-los o máximo possível a fazerem exercícios e estimulação.

 

Hamsters: para crianças curiosas

Correndo sobre rodas e navegando labirintos, os hamsters são inteligentes e divertidos. Como os hamsters são noturnos, eles dormem enquanto as crianças estão na escola – e estão prontos para brincar depois do jantar. Mas eles têm um corpo delicado e precisam ser manuseados com cuidado. Alguns especialistas até recomendam que os hamsters sejam mais apropriados para crianças ligeiramente mais velhas.

Provavelmente, seu filho vai querer passar os primeiros dias conversando com seu hamster, o ideal é que os pais supervisionem quando as crianças quiserem acariciar o animal de estimação.

 

Gatos: para crianças independentes

Felinos pode querer brincar um dia e depois ignorar seu filho o próximo. É por isso que eles são uma boa escolha para as crianças que não se importam com companheirismo somente quando seu animal de estimação está com vontade. Mesmo que os gatinhos sejam bonitos, eles são mais trabalho do que um gato adulto. Você pode economizar tempo adotando um gato de um abrigo.

Outra coisa a ter em mente: é mais comum que as crianças sejam alérgicas aos gatos do que a qualquer outro tipo de animal de estimação. Antes de adotar um gato, visite um amigo durante um fim de semana para saber se seu filho manifesta alguns sintomas de alergia, como olhos vermelhos, pele com coceira ou chiflado.

 

Cães: para crianças ativas

Os cães requerem mais cuidados de você e seu filho do que qualquer animal de estimação. Toda raça precisa de exercícios diários e tempo de brincar. Se a sua família gosta de passear no parque e correr no quintal, então um cachorro pode ser uma boa escolha.

Na verdade, um recente estudo britânico descobriu que as crianças que têm um cachorro passam uma hora extra por semana fazendo atividade física.

Mas não espere que seu filho de 5 ou 6 anos possa andar com o cão por conta própria. Mesmo filhotes ou cachorros pequenos podem ser fortes o suficiente para arrastar uma criança se eles ficam excitados por um gato ou assustados por um barulho alto. Em vez disso, seu filho pode ajudá-lo a segurar a coleira enquanto você anda junto.

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top