skip to Main Content
A Importância De Fazer A Refeição Em Família

A importância de fazer a refeição em família

Aos meus 5 anos de idade meus pais se separaram, saímos de uma cidade de 8 mil habitantes para morar na maior cidade do estado de Santa Catarina. Minha mãe trabalhava o dia inteiro para conseguir suprir as necessidades financeiras da família. Na quinta série fui estudar em um colégio particular, pegava uma van escolar e por isso era a primeira a sair de casa. Chegava em casa quando minha mãe já estava saindo para trabalhar no período da tarde. Minha irmã trabalhava e fazia faculdade. Nessa correria, não tínhamos um momento de refeição em família além dos domingos.

Essa realidade não é apenas a da minha infância, na verdade, é a mais pura realidade dos lares ao redor do mundo. Mães e pais acordaram apressados para ir ao trabalho, levar seus filhos na escola, na hora do almoço cada família tem sua dinâmica que compreende melhor para realidade de cada, mas em metrópolis é impossível imaginar que você vai pegar o filho na escola e almoçar com ele. Você tem sua dinâmica, eu tenho a minha e assim seguimos.

Ao retornar do trabalho é aquela loucura entre fazer as tarefas com as crianças, dar banho, ver as redes sociais e ainda tentar organizar alguma coisa na casa.

Simplesmente exaustivo!

Eu sei que muitos pais, assim como eu, se preocupam com o bem estar emocional dos seus filhos. Querem garantir que as crianças aprendam e valores que levam para a vida. Se preocupam também com a questão dos estudos, serem bons alunos e ainda ficarem longe das drogas e etc. Como fazer com que eles nos ouçam, sejam ouvidos e recebam amor e atenção em meio à essa correria?

Segundo pesquisas de diversas universidades dos Estados Unidos:

  • Os adolescentes mais bem ajustados, com amigos e colegas, com mais motivação acadêmica faziam uma média de 5 refeições em família;
  • Adolescentes que faziam refeições em famílias era menos propensos a usar drogas, a fazer sexo e de desenvolver depressão;

“A comida nutre o corpo, as palavras nutrem a alma” Karin Petermann

Um outro estudo foi feito para provar que quanto mais cedo você ler para seus filhos, mais sucesso ele terá na sua vida acadêmica. Contudo, os pesquisadores descobriram que na verdade isso estava errado. E descobriram que crianças que comem à mesa com o pai e com a mãe, tem mais probabilidade de sucesso acadêmico do que a influência do seu QI.

Nós vivemos em um mundo de divórcios, com segundo e outros terceiros relacionamentos. Isso não importa. Os estudos dizem que quando você está com seus filhos, você precisa gerar um ambiente onde seus filhos sentem-se à mesa, tenham a oportunidade de se olharem nos olhos enquanto fazem a refeição juntos e ainda conversem.

A mesa tem um propósito maior do que simplesmente a alimentação. Quantas vezes ouvimos de nossos pais que a mesa é sagrado, sim porque a relação familiar é sagrada. Deus se importa que a família esteja unida e por isso, como pais precisamos valorizar esses momentos à mesa. Fazemos uma comidinha sempre tão gostosa para nutrir o corpo de quem amamos, e com palavras podemos nutrir o coração também.

Durante às refeições podemos ouvir sobre seu dia, as dificuldades e as coisas boas que aconteceram durante ele. Na mesa também temos a possibilidade de ensinar nossos filhos a repartir e a servir. Ensinamos sobre união e gratidão.

Como vocês tem aproveitado o tempo à mesa? Sua família tem conseguido fazer refeições juntos?

Mãe do Cauê e da Catarina, esposa do Diogo Petermann. Casada há 11 anos. Apaixonada por brigadeiro de panela, pipoca e Grey’s Anatomy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top