skip to Main Content
Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Segurança na piscina com crianças

Segurança Na Piscina Com Crianças

Com a chegada do verão, é possível aproveitar para se refrescar na piscina com crianças. Então, é hora dos pais se certifiquem de que sabem como manter suas crianças em segurança na piscina. Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, o afogamento é a principal causa de morte acidental entre crianças de 1 a 4 anos de idade.

Com relação a idade mais apropriada para ensinar a criança a nadar, isso depende de família para família. Mas abaixo, quero dar dicas fáceis e simples de como manter as crianças em segurança na piscina.

5 dicas sobre segurança na piscina

1. Não seja indiferente ao fato da criança entrar na água

Estabeleça uma rotina pela qual a criança deve passar antes de entrar com segurança na piscina. Por exemplo: Colocar a fralda de piscina, colocar a roupa de banho, aplicar protetor solar, e tomar a ducha higiênica.

A rotina é muito importante para que a criança aprenda quais são passos que ela deve dar antes de entrar na piscina, propriamente dita. Dessa forma, vai reduzir as chances de que a criança simplesmente pule na água sem que você esteja ciente.

2. Quem diz quando entrar na piscina são os pais

segurança na piscina com crianças

É importante que seu filho saiba esperar a hora certa de entrar na piscina. Às vezes você ainda pode estar se organizando, abrindo cadeiras, guardando suas coisas na bolsa, resumindo, distraída com relação às crianças e a água.

Quando eu ia para praia com a minha mãe, lembro que eu não podia sair simplesmente correndo para a água. Ela estabeleceu que eu deveria ajudá-la a se organizar, passar bronzeador nela, para só depois eu ir me molhar.

Isso, faz com que você tenha garantia de que você sempre vai saber qual a hora certa das crianças entrarem na água, e principalmente, eles saberão que devem esperar pelo seu “sinal” de aprovação.

3. Para melhor segurança na piscina, as crianças devem utilizar colete salva-vidas

segurança na piscina - bóia

Os coletes salva-vidas são projetados para salvar uma criança de um possível afogamento e sempre devem ser usados para segurança na piscina, mares e lagos. As boias tem grande perigo de virarem, e as boias de braço, podem escorregar dos braços no momento que seu filho mais precisar.

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Boias, de braço ou não, criam uma falsa sensação de segurança na piscina.

Em vez disso, ensine as crianças a se localizarem, nadarem até a borda da piscina e ir de mão-por-mão ao longo da parede da piscina para uma escada, que possibilite a criança sair com segurança da piscina.

4. Não deixe as criança só utilizarem óculos de proteção na piscina

Ensine seus filhos a se acostumarem a abrir os olhos debaixo d’água. Se por ventura, eles caírem na água, conseguirão encontrar para sair com segurança da piscina.

5. Não deixe seus medos impedi-los de aprenderem a nadar

criança e piscina

Não entre em pânico se o rosto do seu filho mergulhou para abaixo da superfície da água. Mantenha seus medos para você e não transfira seus sentimentos para seu filho, se isso acontecer.

Quando as crianças são muito pequenas, pratique com elas, ensine-as a colocarem o rosto sob a água e fazerem bolhas. Isso vai construir uma certa simpatia com a água e quem sabe até os banhos sejam mais agradáveis – para aqueles que não gostam de molhar o rosto enquanto tomam banho.

 

Mas nenhuma dessas dicas substitui a sua supervisão!

Você deve sempre manter seus olhos nas crianças enquanto elas estão na piscina. Aprenda algumas técnicas de salvamento aquático. E inscreva seus filhos em aulas de natação quando eles – e você! – estiverem prontos para mergulhar.

Back To Top