A cárie dentária é considerada uma doença bucal e, portanto, são necessários alguns cuidados básicos como forma de prevenção. Caso a doença venha se manifestar é preciso da intervenção de um profissional para avaliar e realizar o tratamento adequado. Mas esse assunto rende muita conversa e por isso quero esclarecer algumas perguntas frequentes em meu consultório.

Quais são os fatores necessários para que ocorra o surgimento da cárie?

R: Trata-se da equação: bactérias + restos alimentares = cárie! As bactérias estão naturalmente presentes na nossa boca e elas se utilizam desses resíduos para a formação de placa bacteriana e produção de ácidos que corroem os dentes.

A sacarose é único açúcar culpado?

R: Certamente que não! Existem outros tipos de açúcares como a frutose, que está presente nas frutas, e também em alimentos processados e industrializados. Sucos de caixinha entre outros, também são causadores de cáries.

dentes-criança1

O que fazer então?

R: Devemos ter em mente que não é a quantidade de açúcar contido no alimento o maior problema, e sim, a frequência da ingestão. As mães costumam perguntar quantas vezes devemos higienizar as bocas das crianças e a resposta é simples: após toda e qualquer ingestão sólida ou líquida de alimentos!

O que é a cárie de mamadeira?

R: É a cárie causada pelo leite parado na boca da criança após as mamadas noturnas ou aquelas durante as madrugadas sem posterior higienização.

Antibióticos causam cáries?

R: Não! Esse mito surgiu devido às manchas amareladas ou marrom acinzentadas causadas pela “Tetraciclina”. Esse medicamento ao ser utilizado pelas mães do sexto ao décimo mês intrauterino pode afetar a dentição de leite. Se utilizado por crianças, entre o sétimo mês de vida até os oito anos de idade, afetará os dentes permanentes. Contudo, são apenas manchas bem diferentes das manchas causadas pelas cáries.

odontopediatria

Manchas brancas podem ser cáries?

Existe um tipo de mancha branca causada pela ingestão de flúor nos primeiros anos de vida, a fluorose. Isso acontece porque a criança ainda não tem o reflexo de cuspir a espuma formada na boca e acaba ingerindo o flúor.

Por isso o uso de pastas sem flúor é indicado até os cinco/ seis anos de idade quando então a criança já consegue eliminar o excesso.

No entanto a cárie inicial também é esbranquiçada e só se tornará marrom com o passar do tempo. Existem também as manchas escuras presentes nos sulcos (aqueles desenhos nas partes mastigatória dos dentes) causadas por pigmentos dos alimentos.

Mas para um perfeito diagnóstico diferencial desses diversos tipos de manchas é necessário a avaliação do odontopediatra. O tratamento será igualmente diferenciado para cada caso.

….

Portanto, diminuir a frequência de açúcares, higienizar após toda e qualquer ingestão de alimentos e consultas frequentes ao odontopediatra é a receitinha básica para evitar as cáries em nossas crianças!

Trabalho em equipe sempre!

Odontologia – Universidade de Marília/SP (1993)
Odontopediatria – SPEO – Curitiba/PR (1998)




Comente