skip to Main Content

Dicas para uma lancheira saudável na volta às aulas

Como proporcionar uma alimentação saudável para o meu filho, mesmo longe de mim? Depois de um longo período sem aulas, onde a maioria das crianças passou a fazer todas as refeições em casa, essa, com certeza é a dúvida da maioria dos pais. Para ajudar nessa tarefa, a nutricionista infantil, Camila Garcia, compartilha algumas orientações para manter os bons hábitos alimentares também na escola.

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Vale ressaltar que comer bem é uma cultura criada em casa, então o principal é reforçar com a criança que esse processo também vai ocorrer quando estiver em outros ambientes. Segundo Camila, a primeira coisa a se pensar, é na escolha de alimentos que contemplem todos os grupos alimentares. “Para uma lancheira saudável, precisamos pensar em mesclar carboidratos, proteínas, legumes e frutas. A variação desses elementos vai garantir uma alimentação completa e saborosa para as crianças”, explica a nutricionista.

Apesar de óbvio, é importante ressaltar que os embutidos e industrializados devem ser evitados. Embora sejam super práticos, contêm uma alta quantidade de sódio, gordura e açúcar, o que pode gerar diversos problemas à saúde na infância. “Vale investir em pães integrais, queijos, iogurte natural. Até ovos de codorna, frango defumado  em cubinhos ou desfiado são considerados boas opções”, pontua Camila.

Fruta é outro elemento que não pode faltar, mas para fugir do comum e das que são mais aceitas pelos pequenos, como banana e maçã, é possível fazer um mix com manga, uva, morango, melancia ou melão. O ideal é sempre deixar tudo muito colorido, pois além de saudável também desperta mais interesse na criança.

A nutricionista ainda ratifica a importância dos vegetais na alimentação. Uma boa dica é apostar em formatos diferenciados, a cenoura e o pepino podem ser cortados em palitos e o tomate cereja pode incrementar ainda mais esse lanche.

Quanto às bebidas, a preferência sempre será pela água, o processo de hidratação dos pequenos nesse período é super importante. Água é a fonte mais completa de hidratação e o incentivo ao consumo deve ser dentro e fora da escola. “Em alguns momentos, como forma de agrado, podemos oferecer um suco natural ou água de coco, assim como também algum bolo caseiro, que contenha ingredientes mais agradáveis ao paladar da criança. Mas atenção, para isso é preciso equilibrar quantidade e ser muito cauteloso quanto aos produtos escolhidos. Conscientizar seu filho para uma alimentação saudável é a melhor forma de cuidar da saúde dele”, finaliza Camila Garcia.

Back To Top