skip to Main Content
Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Catapora é uma doença comum da infância

Catapora é Uma Doença Comum Da Infância

Há um ano atrás escrevi esse texto sobre catapora, falando algumas informações que colhi na internet e que em 2017 houve um surto dessa doença em algumas cidades de Santa Catarina. Sabemos que as crianças são crianças, convivem com outras crianças e por isso estão sujeitas a adquirirem essas doenças comuns da infância. Falei também que eu nunca tive essa doença e que era importante ficar atento às doenças que acontecem na escolinha e também aos sintomas.

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Vamos a atualização do conteúdo e contexto então!

O que é a catapora?

Os principais sintomas da varicela, conhecida popularmente como catapora, são febre, coriza e tosse. Em seguida aparecem as pequenas manchas vermelhas, principalmente nas costas, peito e abdômen. Essas manchas se transformam em bolhinhas e depois em feridas. A doença é benigna e a transmissão ocorre por meio do contato com as vesículas do doente ou gotículas que são expelidas pelo ar. A recuperação demora cerca de 10 dias, quando as lesões viram crostas. Fonte: Prefeitura de Itajaí

Varicela, também conhecida no Brasil por catapora, é uma doença altamente contagiosa causada pela infeção inicial com o vírus Varicela-Zoster (VVZ). A palavra “Catapora” vem do tupi tatapora, que significa “fogo que salta”, através da junção de tatá (“fogo”) e pora (“pular”).

Em 2013 ocorreram 140 milhões de casos de varicela e herpes zoster No mesmo ano, a varicela provocou a morte a 7000 pessoas, uma diminuição em relação às 8900 em 1990.Cerca de 1 em cada 60.000 casos resultam em morte. Fonte: National Center Biotecnology Information

Os principais sintomas de catapora

Os principais sintomas iniciais são dessa doença comum na infâncias são:

  • Febre 37,5 °C e 39,5
  • Mal-estar
  • Falta de apetite
  • Dor de cabeça
  • Cansaço
  • Lesões avermelhadas na pele

As lesões avermelhadas na pele, são características da doença e elas aparecem entre um ou dois dias depois da infecção. Espalha-se por todo o corpo, principalmente, peito, costas, cabeça  e que conforme os dias passam vão virando pequenas bolhas cheias de líquido. Eventualmente essas bolhinhas formam uma crostas que provocam muita coceira

Experiência pessoal

Com tantas notícias sobre um surto de sarampo pelo país, fiquei prestando atenção aos mínimos detalhes. Cheguei a escrever sobre a doença aqui. Confesso que estava bem preocupada, e mesmo que as crianças tenham sido vacinadas, estava atenta. Algo dentro de mim estava me preparando, só não sabia para o que!

No dia do feriado de aniversário de Jaraguá do Sul (25/07), eu pensei que estava dando chocolate demais para a Catarina, porque tinha uma espinha no rosto dela, e depois apareceu mais umas bem pequenininhas. Já fiquei com peso na consciência!

Quando fui dar banho na Catarina e me deparei com várias bolinhas vermelhas pelas corpo, algumas tinham uma aparência de bolha com água e fiquei preocupada. Baixar no hospital naquela hora da noite, era para sair de madrugada, então, avisei meu marido que no dia seguinte estaria indo ao Pronto Atendimento com ela para verificar do que se tratava. Cheguei a pensar na hipótese da catapora, sim. Mas queria ter certeza do médico e de como seria os cuidados.

Na consulta o pediatra atestou varicela, outro nome para a mesma doença, ganhamos 10 dias de atestado, visto que é uma doença altamente contagiosa, fiquei com ela em casa como sua acompanhante.

Qual o remédio para catapora?

Na verdade não existe um remédio específico para catapora. Os médicos recomendam alguns cuidados e alguns remédios para aliviar o desconforto da doença.

  • Dipirona para febre ou dor,
  • Antihistamínico, em caso de coceira,
  • Sabofen, sabonete à base de iodoproveda, para ajudar a secar a as feridas,
  • Loção a base de calamina para ajudar a refrescar as áreas afetadas pelas bolinhas e evitar a coceira.

Conversei com ela, expliquei que as bolinhas iriam coçar e que se ela coçasse ficaria com uma cicatriz enorme no lugar da coceira. E que se ela sentisse vontade de coçar era para me falar que eu passaria a loção rosinha que ia tirar toda coceirinha dela. Dramatizei, eu sei! Mas funcionou!


Ela não teve muitas feridas significantes, foram duas nas costas e três na face que foram maiores. Catarina ficou 10 dias de atestado e eu como acompanhante. Voltamos nossa rotina quando as feridinhas já tinham caído.

….

Exatamente quatro dias depois de voltar a trabalhar, quem manifestou catapora? Euzinha aqui!

Eu nunca tive catapora na vida e essa é uma doença que só se tem uma vez na vida. Dizem que antigamente, quando uma criança pegava catapora, todos os outros vizinhos que tinham criança, colocavam as crianças juntas, para que todas pegassem catapora juntos. Essa é uma maneira bem efetiva de imunizar. Hoje em dia, nós já pensamos ao contrário né… nem queremos que outros infectados cheguem perto.

Catapora depois de adulto pode ser mais grave, inclusive se um adulto manifestar tosse com catarro e/ou dor de cabeça deve procurar um médico, pois pode se tratar de de complicações da doença, como pneumonia.

O que ouvi falar sobre catapora…

  • Dizem que dar banho com permanganato de potássio ajuda secar (não testei) e também é preciso ficar atento a quantidade utilizada porque se feito de forma incorreta pode dar alergias e até mesmo queimaduras.
  • A catapora pode ficar incubada por até 15 dias
  • O vírus catapora demora até 21 dias para sair totalmente do corpo
  • Dizem que só é transmissível enquanto há bolinhas com água e enquanto está secando, já outros disseram que até 7 dias ela é transmissível e depois não. Quem está com a verdade… Boa pergunta!
  • Além disso, catapora é uma doença que se manisfesta quando o sistema imunológico da criança está mais debilitado.

A vacinação contra catapora

O método mais efetivo de combater a doença é através da vacinação.

No calendário básico de vacinação, a vacina contra varicela está incluída na Tetra viral (Caxumba, sarampo, rubéola e varicela). Até 2013, a vacina contra varicela não estava inclusa no calendário básico, apenas na rede privada, sendo duas doses, a primeira dose a criança poderia receber depois dos 12 meses de idade e a segunda, 90 dias depois. Para crianças maiores de 12 anos, o intervalo entre uma dose e outra é de 30 dias. O valor pode variar entre R$ 120 a R$ 200 por dose.

Desde 2013, todas as crianças recebem a vacina de tetra viral com 15 meses (1 ano e 3 meses), a segunda dose será somente com 4 anos de idade – Período que eu considero longe demais, a exemplo da Catarina, nas vésperas de tomar a vacina contraiu a doença.

Minha sugestão para pais e mães que não pegaram varicela quando eram crianças: Vacinem-se. É a melhor forma de vocês prevenirem-se contra a doença depois de adulto.

Outra coisa importante, manter uma boa alimentação, rica em nutrientes para manter o sistema imunológico da criança forte.

 

Seus filhos tiveram catapora? Como foi a experiência de vocês? Outra coisa… mais alguém herdou a doença do filho como eu? Deixe seu comentário, é sempre bom trocar experiência!

Back To Top