skip to Main Content

5 dores comuns durante a gravidez e como amenizá-las

Durante a gravidez, devido às inúmeras mudanças no corpo, é comum surgirem desconfortos que assustam as mamães inexperientes, por isso entender suas origens e como minimizar esses incômodos ajudam bastante.

Receba dicas e conteúdos sobre gravidez, maternidade e criação de filhos. Compartilhando aprendemos mais

Diversas medidas podem ser adotadas em prol de garantir uma gestação tranquila e saudável, como alimentação balanceada, atividades físicas, massagens, repouso…

Dores comuns na gestação

O crescimento da barriga gera um desequilíbrio na postura e movimenta internamente alguns órgãos, chegando a dificultar seu funcionamento, principalmente nos últimos meses.

Conhecer a origem dos possíveis incômodos pode ajudar a evitá-los ou lidar melhor com eles quando surgirem:

  • Dor de cabeça: o excesso de cafeína e alguns alimentos desencadeiam enxaquecas. Outras vezes, a cefaleia é decorrente da sobrecarga na coluna. Veja com seu médico quais são as orientações para contornar o problema, já que grávidas não devem utilizar analgésicos;
  • Cólicas: muito comum, é a adaptação do útero ao volume de placenta. Compressas quentes podem ajudar. Caso a dor seja intensa e acompanhada de sangramentos, o médico deve ser avisado imediatamente;
  • Dores nas cotas: a lombar será sobrecarregada por conta do aumento da barriga, compressas podem ajudar e alguns exercícios para postura também;
  • Incômodos nos seios: ao se preparar para a produção de leite, os seios crescem, gerando dor. Sutiãs mais reforçados ajudam;
  • Inchaço nas pernas e braços: o peso extra da gravidez sobrecarrega os membros, provocando retenção de líquido e desconfortos. Repousar com as pernas para cima vão melhorar a circulação.

O importante é verificar se aparecem sintomas como dores agudas e persistentes, febre, indícios de que um problema maior está se desenvolvendo, necessitando a intervenção do médico.

Como aliviar os incômodos?

Geralmente, para minimizar esses impasses da gravidez, é importante controlar o ganho de peso, exercitar-se com moderação para fortalecer a musculatura e regular a pressão arterial.

Alimentar-se com alimentos que não gerem gases ou queimações, como os gordurosos demais, indigestos ou picantes. Não atrase as refeições para evitar exagerar na quantia e ter enxaqueca.

Procure não se estressar, dormir bem e usar roupas confortáveis que não apertem a barriga ou prejudiquem a circulação, provocando entupimentos de vasos ou candidíase.

Principais dores de reprodução humana

O processo de reprodução humana apresenta desconfortos em diversos momentos do seu desenvolvimento devido aos hábitos da grávida e alterações no corpo.

Duas semanas após a concepção é normal sentir cólicas acompanhadas de um leve sangramento, momento em que o embrião está se fixando na parede do útero.

No início do terceiro trimestre, surgem as contrações de treinamento, que persistirão até o fim da gestação. Elas podem passar com uma caminhada leve ou repouso.

Cãibras também aparecem com o avanço da gestação, alongar-se ou tomar um banho quente colaboram para que esses incômodos não a perturbem.

A região da pélvis sofre muitas modificações para sustentar o bebê, por isso dores na região do baixo ventre são recorrentes. Faça movimentos leves ou cintas para grávidas e elas tendem a sumir.

Fique tranquila que esses desconfortos desaparecem após o nascimento do bebê, a gestação apresenta altos e baixos e buscar alternativas para lidar bem com eles se torna a melhor estratégia adotada pela paciente.

Back To Top