doce_para_criança

 

Quantas mães já não se perguntaram sobre o tema, hein? Queremos logo mostrar as coisas boas do mundo não é mesmo? Creio que quando se trata da alimentação do bebê é normal queremos saber quando poderemos dar água, sucos, papinhas doces e depois salgadas. Logo depois que o bebê já tem acesso a todas essas coisas, chega a hora do doce? Será mesmo?

 

Na semana passada, eu comentei sobre a importância de uma alimentação saudável para a saúde, controle de peso e bem estar. Claro que aqui em casa nós procuramos tardar o conhecimento aos doces e frituras pelo tempo máximo que consegui. No primeiro aniversário do nosso filho, tinha todas as coisas gostosas, que são normais em uma festa de primeiro ano, contudo, nosso filho comeu mamão e pãozinho. Nosso filho é de dezembro. Chegou a páscoa do ano seguinte, e aí? Fiquei naquela expectativa. Os doces vieram, mas quem comeu foram os pais. Ainda achei cedo… hihi, afinal de contas, ele só estava com um ano e meio.

 

No aniversário do segundo ano ele descobriu a comida preferida dele: Bolo de Chocolate ou Nega Maluca para alguns. 🙂 Não teve como escapar. Desde então, come bolo de chocolate e faz uns seis meses que meu marido apresentou o brigadeiro à ele. Petit suisse e yakult, bobiças saudáveis, eu comecei dar à ele depois do primeiro ano.

 

Claro que cada mãe faz o que acha melhor! Mas essa semana rodou uma reportagem e quero compartilhar. No reportagem será abordado sobre a introdução do doce ao bebê; higienização bucal, como se faz; dicas de uma mãe que procura evitar o açúcar refinado.

 

Espero que vocês gostem e me contem o que vocês acham sobre o tema e principalmente: Quando começaram a iniciar o açúcar e bobiças na alimentação dos filhos de vocês?

 

 

 

 

Beijos

Karin

 

Se você gostou deste post, talvez queira ler mais:

Mãe do Cauê e da Catarina 🙂





Confira também