Domingo foi o último dia das férias municipais na nossa cidade. Férias que meu marido e eu aproveitamos bastante e ficamos com muita saudade no coração.

Minha mãe havia mudado de cidade. Antes ela não morava na mesma, mas vivíamos na casa dela. Porque era verão e ela morava na praia… hihi… Mas agora ela se mudou para o Planalto Norte de Santa Catarina, mais ou menos uns 350 quilômetros da nossa cidade. Portanto, já havíamos combinado que as férias de julho seriam na casa dela. Como eu havia trocado recentemente de trabalho, foi uma mão na roda.

Meu filho passou quinze dias de frio. Nevou na cidade que ele estava. Não o suficiente para construir um boneco de neve, mas frio bastante para ficar com o aquecedor ligado o tempo todo que se estava em casa. Brincou muito e voltou mais falador que poderia imaginar. Cresceu e a voz até amadureceu. Ficou mais esperto e mais admirável. 🙂

É incrível como dias longe do pequeno para perceber o quão vazia a casa fica. Quão sem graça se torna a rotina. Quão eles são importantes e fundamentais para a alegria da casa. Resumindo: Ele não fica mais tanto tempo longe. Meu coração não vai aguentar.

Ele diz que já combinou as próximas férias e eu só disse: Sei! hahaha

Quando ele voltou, havia uma peça de teatro circo, no teatro da nossa cidade. Sempre quis levar ele para assistir. No cinema ele já havia ido. Mas no teatro foi bem diferente. De uma maneira que eu não imagina que ele ficaria.

Fomos assistir o Circo Lúdico no teatro. Diversos palhaços fazendo todos rirem com um humor inocente. Aquele humor que quase não se vê mais. Diversos tipos de malabarismos de ficar com os olhos vidrados em cada apresentação. Se eu achei espetacular. O menino nem sequer piscava. Fiquei admirada. Entendia as piadas e sempre ria quando caía algum malabar. Aplaudia entusiasticamente. Foi incrível. Eu adorei.

Estou esperando pela próxima apresentação que vai ser uma peça sobre o Pinóquio. Depois eu venho contar. 🙂

 

 

20130804_155121 copy

 

Para quem não mora em Joinville, esse é um dos cartões postais da cidade. Quem já ouviu falar do Festival de Dança de Joinville, o maior do mundo, é o Centreventos Cau Hansen palco principais das noites de competições e especiais. Anexo existe um ou centro onde são feitos os mais diversos eventos como: exposições e feiras de carros e feiras diversas. Também anexo é o Teatro Juarez Machado, nome dado ao grande artista plásticos da cidade que já teve suas exposições em Paris e Nova York, por exemplo. E ainda a Escola de Teatro Bolshoi, a única escola Bolshoi fora da Rússia e uma das grandes companhias de ballet do mundo.

 

 

20130804_161754 copy

 

Nós chegamos cedinho ao teatro para poder pegar um lugar bem na frente. O teatro não lotou. Houveram quatro apresentações no total,  duas no sábado e duas de domingo. Nós fomos na última sessão, domingo a tarde. Foi um passeio gostoso, num horário fresquinho e que possibilitou dar aquela descansadinha depois do almoço antes de ir ao teatro.

 

 

20130804_170536 copy

 

20130804_174700 copy

 

Para finalizar, duas fotos da peça. Tirei sem flash e com um pouco de zoom do celular. Não ficou lá aquelas coisas. Mas com um cenário simples, os artistas conseguiram produzir a magia do circo e puderam trazer sorriso em todas as crianças e adultos presentes. Com certeza foi uma escolha de um ótimo passeio em família.

 

Beijos

Karin

 

Se você gostou deste post, talvez queira ler mais:

Mãe do Cauê e da Catarina 🙂





Confira também