gestante

 

Oiii…

 

Todo mundo sabe que há um certo aumento de hormônios durante o período de gravidez e que eles são responsáveis por tantas coisas que as mulheres acabam sentindo como os enjoos, sono e etc. Mas não consegui ficar na curiosidade e fui pesquisar quais são os hormônios e quais são as reações deles no nosso corpo.

 

Descobri coisas que nem imaginava…

 

  • Progesterona é responsável pela manutenção da gestação no primeiro trimestre. Com a elevação desse hormônio há um aumento do fluxo sanguíneo para o útero, criando um ambiente favorável para o embrião. Além dessa função a progesterona também acarreta mudanças no cérebro e corpo da mulher. Ocorre um relaxamento muscular e consequentemente uma diminuição na atividade motora fina (fica mais difícil colocar a linha no orifício da agulha), agindo como um potente sedativo. A progesterona é responsável pela fadiga que as mulheres grávidas sentem, alterações de humor, esquecimento ocasional e obstipação intestinal. Ao longo da gestação o cérebro adquire tolerância aos altos níveis do hormônio.
  • Estradiol é fundamental para a formação do cérebro do bebê. Esse hormônio promove o crescimento e desenvolvimento dos neurônios. Outra função constitui a dilatação dos vasos sanguíneos aumentando o aporte de nutrientes para o feto. Na mãe, o estradiol causa maior estado de alerta, maior clareza de idéias e sensibiliza os sentidos do olfato e paladar.
  • Gonadotrofina coriônica humana (HCG) encontra-se elevada no primeiro trimestre da gestação. A sua função consiste em manter o corpo lúteo (corpo formado por uma deposição de lipídio no folículo do qual saiu o ovócito secundário para a ovulação), o qual produz progesterona e estrógeno. Um efeito desagradável provocado pelo HCG é o enjôo matinal. A boa notícia é que a partir da 12ª semana esse sintoma é amenizado.
  • Aldosterona, hormônio responsável pela retenção de líquidos, também encontra-se aumentada na gestação. Durante o período gestacional o volume de sangue no corpo da mulher aumenta 50%, para transportar melhor os nutrientes e manter as necessidades crescentes da gestação. O efeito colateral da aldosterona é o edema principalmente nas mãos e pés.
  • Cortisol, o velho conhecido hormônio do estresse, eleva-se a partir da 20ª semana. Mas ao contrário da sua fama, um aumento do cortisol é benéfico nesse período, aumentando as forças e energia no corpo da futura mãe, além de preparar o bebê para o parto.
  • Durante a gestação também ocorrem modificações importante na concentração de outros hormônios. A insulina, responsável pela entrada de açúcar na célula, encontra-se aumentada para proporcionar maior aporte nutricional para o bebê. A elevação desse hormônio pode predispor a diabetes gestacional, portanto é mandatório que a mulher se alimente na medida certa – procure seu médico. Outro hormônio fundamental para o bom desenvolvimento do feto constitui o hormônio tireoidiano. O seu médico sempre deve pedir exames de perfil da tireóide.

A natureza é realmente perfeita, prepara o corpo feminino para toda transformação que é necessária para carregar um novo ser.

Alimentá-lo e sustentá-lo da forma mais correta possível. Pode até parecer bobo… mas é incrível não é mesmo?!
Mãe do Cauê e da Catarina 🙂





Confira também