Eu sempre digo que é tudo questão de hábito, tanto dos filhos quanto dos pais. Lembro que quando o Cauê era neném ainda, eu lia muitas coisas a respeito de cuidados e higiene. Foi então que eu descobri que era importante a limpeza da gengiva do bebê após as mamadas. Confesso para vocês que considerava um empenho grande, as vezes eu esqueci, mas em geral eu fazia.

Até o nascimento do primeiro dentinho eu fazia a limpeza com um paninho de boca com água apenas, alguns especialistas indicam uma gaze. Mas eu acho simples e de fácil acesso o paninho, até porque normalmente estamos com um à tira colo.

Quando os primeiros dentinhos começaram a nascer passei a usar uma dedeira com umas cerdas pequenas e fininhas, colocava um pouco de creme dental sem flúor para dar sabor e incorporar à diversão. Sempre após as refeições também e depois do banho, confesso que era a hora mais divertida, o pai secava a mãe escovava ou vice-versa.

Na brincadeira ele foi aprendendo a gostar de escovar os dentes, agora maiorzinho já pede pra escovar os dentes, utilizo uma escova própria pra idade dele. E é sagrado se pai, mãe, avó vai escovar pode ter certeza que ele quer escovar também.
Primeiro eu deixo ele escovar do jeito dele, mas depois eu normalmente peço pra fazer espuma… ele adora, porque daí pode cuspir mais!

Hábitos são adquiridos e podem ser remodelados, se hoje seu filho não gosta de escovar os dentes, vale uma nova abordagem, deixar ele escolher a escova de dente e o creme dental entre algumas opções que você oferece para ele. Tentar incentivar de forma divertida, como se escovar os dentes fosse a brincadeira mais legal que poderia participar… E assim aos poucos ele vai aprender um bom hábito que vai ser pra sempre.

Mãe do Cauê e da Catarina 🙂





Confira também