A mesma técnica que aplicamos com o Cauê quando ele ainda era pequeno, resolvemos manter com a pequena. Costumávamos limpar a gengiva após as mamadas que ela não dormia e à medida que os dentinhos foram nascendo, troquei o paninho de boca pela dedeira (uma espécie de escova de dentes bem macia que cabe no dedo indicador). Assim iniciamos o processo de higiene bucal dos nossos pequenos.

A Catarina, como boa irmã mais nova, aprende tudo com o irmão mais velho. Ele é o grande professor, que com paciência vai instruindo a irmã a escovar os dentes. Aliás, ela também é bem independente, aprendeu a escovação na escola e aqui em casa, não teve jeito, mantém-se sozinha. Claro que fazemos a inspeção (faço isso até hoje com o mais velho) e quando está sujo, assumimos a escova  – detalhe: o pai ela deixa bem mais fácil que eu. 😛

Agora, ela já escova com escovinha própria para sua idade, com cerdas bem macias e de cabeça pequena, além da pasta adequada também. Ela tem um banquinho no banheiro, no qual ela senta para fazer a escovação e depois que termina sobe nele para fazer o enxague bucal. Momento de diversão é cuspir a água… hahaha

Cauê sempre teve uma dentição impecável, até hoje não precisou tratar de cáries. Espero que com ela seja da mesma forma, apesar de termos consciência que cada filho é um filho. Mas sabe né, bons hábitos são essenciais para todos! 🙂

 

Mãe do Cauê e da Catarina 🙂





Confira também